NOTÍCIAS

POPULAÇÃO NÃO FOI ÀS RUAS POR LULA

BAIXO NÚMERO DE APOIO POPULAR NA VISITA DE LULA AO PIAUÍ DEMONSTRA QUE PT PRECISA DE MAIOR ENGAJAMENTO PARA 2022

18/08/2021 08:53

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, o Lula (PT), está nesta terça e quarta-feira em Teresina (PI) onde participa de uma série de eventos fechados cujo objetivo, segundo o partido, é obter um diálogo com políticos apoiadores da campanha a presidência em 2022. Logo na manhã de terça, o presidente participou da inauguração de uma escola no bairro Pedra Mole, zona Norte da capital, porém, o que se percebeu é que sem uma divulgação mais ampla e um engajamento maior das lideranças, o presidente não consegue mais reunir o grande público que era comum ver em visitas anteriores ao Estado.

Apesar do discurso de não ter divulgado a agenda para não gerar aglomerações, o forte esquema de segurança montado no local demonstra que se esperava pelo menos um alvoroço maior da população da região para chegar ao ex-presidente, o que não aconteceu. Nas imediações da escola, além dos alunos e membros dos partidos que não podem faltar, as cerca de 100 pessoas que estava do lado de foram eram em sua maioria membros do Movimento Sem Terra que, convenhamos, estão em qualquer ato do Partido dos Trabalhadores sempre levado por vans ou ônibus e com o “lanche” garantido.

O restante das pessoas que esperam por horas no sol “escaldante” de Teresina, umas cinco dezenas, era formado por vizinhos que estranharam o isolamento de pelo menos três quarteirões do bairro. “Eu já ia era fazer o almoço quando vi que estava tendo um carro de som chamando e anunciando que o Lula ia está aqui na Escola. Eu já sabia, mas nem queria sair porque pensei que ia ter muita gente, mas como vi que estava tranquilo vim dar uma olhada aqui com os vizinhos”, disse Antonieta Sousa, dona de casa.

  O evento que estava previsto para iniciar as 11h acabou iniciando por volta das 12h30 e dentro da escola, além de colegas partidários, o movimento maior foi da imprensa que neste primeiro contato não teve acesso próximo ao presidente. No ginásio da escola, foi realizado um evento que mais serviu para o governador Wellington Dias (PT) mostrar ações do seu governo e colocar tudo na conta do secretário de Fazenda, Rafael Fonteles (PT), que será o candidato a governador nas próximas eleições.  Alunos da escola e jovens que conseguiram se formar no município de Guaribas também deram depoimentos programados durante o evento que tinha até algumas cadeiras vazias.

Ainda na capital, o presidente participou de uma Live onde fez críticas ao governo Bolsonaro e disse que “não vai permitir que o Brasil seja comandado novamente por um miliciano”. O ex-presidente disse que a fórmula para salvar o país é simples, “vamos colocar o pobre no orçamento e o rico no imposto de renda”, revelou Lula.

Nesta quarta-feira (18), antes de embarcar para visita à cidade de São Luís (MA), Lula realizará uma coletiva de imprensa às 11h30 em um hotel da capital. Até agora, o que mais chamou a atenção na visita de Lula ao Piauí foi uma briga entre meia dúzia de apoiadores do ex-presidente, empunhados com a bandeira do MST, e simpatizantes do governo Bolsonaro, que chegaram a ir as vias de fato em frente ao aeroporto de Teresina minutos antes da chegada de Lula. A confusão foi contida pela PM e o prejuízo ficou apenas para um bolsonarista que teve a carteira furtada em meio a confusão que foi registrada por vídeos amadores. 

Comente