NOTÍCIAS

PARTIDO APOSTA NA GENÉTICA

MDB NO PIAUÍ BUSCA 'RENOVAR' E SE FORTALECER PARA AS ELEIÇÕES DE 2022 COM MANDATOS DE 'PAI PARA FILHO'

04/10/2021 11:28

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) no Piauí se reuniu na última sexta-feira (1º/10) para traçar os planos do partido para as eleições do próximo ano. Na sede do partido em Teresina, líderes do MDB discutiram sobre quem deverão convidar para se filiar a sigla e dar mais chances de ter candidatos eleitos em 2022. Sem muitas novidades, os novos possíveis filiados têm sobrenomes já conhecidos no mundo político e a mesma ambição de seguirem os passos dos pais.

Reunião de líderes do MDB. (foto: ascom)

Dentre esses nomes, está a filha do prefeito Mão Santa de Parnaíba, a Gracinha Moraes Sousa, o deputado estadual Flávio Nogueira Júnior (PDT) que é filho do deputado federal Flávio Nogueira, que poderá seguir o filho. É cotado ainda para o partido o nome do Pessoinha, que é filho do prefeito de Teresina, Doutor Pessoa (MDB). Além desses, também surge como pré-candidato o Castro Neto, filho do senador Marcelo Castro (MDB). Não se pode esquecer também do deputado Federal, Marcos Sampaio (MDB), filho do deputado estadual Themístocles Sampaio (MDB), que deve disputar a reeleição.  

Com esses nomes, o MDB acredita que poderá reforçar seu time de candidatos para 2022 e aumentar o número de mandatos dentro do partido. Atualmente, o MDB tem seis deputados estaduais, um deputado federal e um senador no Piauí. Para 2022, a meta é eleger 10 deputados estaduais e até dois deputados federais, além de conseguir a vaga de candidato a vice-governador na chapa comandada pelo governador Wellington Dias (PT). Vaga essa pleiteada pelo deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themístocles Filho.  

Porém, os planos do MDB poderão ser frustrados caso o partido não se adiante e atraia esses “nomes novos” com uma boa estrutura e aporte para suas campanhas, sem esquecer dos que já estão na sigla e com mandatos.  

A pré-candidata a deputada Federal, Gracinha Moraes Sousa, filha do Mão Santa já dialoga com outros partidos e pode se filiar ao PSL/DEM. Para isso, pesará também a aliança e amizade do pai dela com o presidente Jair Bolsonaro.

Gracinha Moraes Sousa e o pai dela Mão Santa.

Já sobre os Nogueiras, essa filiação poderia ajudar o partido a somar votos no próximo pleito, tendo em vista que tanto o deputado Federal Flávio Nogueira quanto o deputado estadual Flávio Nogueira Júnior possuem mandato e foram bastante votados nas eleições de 2018. Porém, pai e filho possuem destino incerto, podendo tanto se filiar a oposição unindo-se ao projeto do senador Ciro Nogueira do Progressistas, quanto permanecer na base do governo. Os Nogueiras já têm conversas adiantas com o Republicanos, mas o prego ainda não foi batido e a ponta só deve ser virada mesmo em 2022.

Senador Ciro Nogueira (PP-PI) ladeado pelos deputados Flávio Nogueira e Flávio Nogueira Júnior. (foto: divulgação)

Quanto a filiação do Pessoinha, filho do prefeito de Teresina Doutor Pessoa (MDB), essa é ainda mais difícil de acontecer. Vale lembrar que nos últimos meses a relação do prefeito da capital com o seu partido anda estremecida. Primeiro o próprio deputado Themístocles Filho reclamou da falta de apoio de Pessoa ao nome dele para compor a chapa do governo nas próximas eleições, tendo Doutor Pessoas retrucado e mandado recado para o presidente da Alepi pela imprensa. Logo depois, foi a vez do prefeito se estranhar com o vereador Luiz Lobão (MDB) que fez críticas a gestão da Prefeitura. Para piorar, mais recente em entrevistas à vários veículos de comunicação, o próprio Doutor Pessoas disse que pode deixar o MDB e se filiar a outro partido, o que fecharia as portas para o seu filho que pretender conseguir uma sigla para ser candidato a deputado Federal.  

Pessoinha e o pai Doutor Pessoa.

Porém, sem essas definições o que o partido pode dar como certo é que o deputado Federal, Marcos Sampaio, filho do deputado Themístocles Filho, deve disputar a reeleição pelo partido. Outro nome certo é o do diretor do DER, Castro Neto, filho do senador Marcelo Castro,  que vai disputar uma vaga na Câmara.


Comente