NOTÍCIAS

MULTA ENTRE SECRETÁRIOS

SEMAM MULTA SAAD LESTE POR FALTA DE LICENÇA EM OBRA DA PREFEITURA DE TERESINA

09/07/2021 11:18

A secretária Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAN), Elizabeth Sá, multou o colega de gestão da superintendente de Ações Administrativas Descentralizadas Leste (SAAD Leste), James Guerra, devido a falta de licença ambiental em uma das obras desenvolvidas pela secretaria. A informação foi dada e explicada pela própria secretária Elizabeth durante entrevista nessa última quinta-feira (8) ao programa Bancada Piauí, da TV Antena 10.

Segundo a secretária houve necessidade da multa ao gestor da SAAD devido ausência de uma licença ambiental para execução da obra na avenida que já está praticamente pronto. De acordo com a secretária, o que acontece é que a obra iniciada e executada a maior parte na gestão anterior do PSDB não se preocupou em solicitar a licença ambiental da obra que é imprescindível para sua execução.

O que acontece é que a gestão parecia casa de comadre onde se dá um jeitinho para tudo. Como pode começarem e executarem uma obra totalmente sem uma licença ambiental. Por conta disso, a empresa que executou a obra estava impedida de receber os recursos e ainda finalizar a terceira etapa da obra, que já está praticamente concluída e sem nenhuma licença ambiental”, explicou Elizabeth.

Ainda de acordo com a secretária, a multa foi necessária porque é uma obrigação da SEMAN notificar caso haja irregularidades e, a partir daí, tratou-se de realizar essas licenças para finalização da obra e liberação dos recursos.

Elizabeth Sá (Secretária da SEMAM) e James Guerra (Superintendente da SAAD LESTE).

Toda e qualquer obra, principalmente dessa magnitude, dever ter a licença ambiental. O que acontece é que a gestão anterior desmatou uma área gigantesca sem ter a licença ambiental, ou seja, não foi feito um estudo de remanejo da fauna e da flora, nem dos impactos ambientais para construção da avenida Ulisses Marques. O que é um absurdo", destaca Elizabeth na entrevista à TV Antena 10.

A obra da avenida Ulisses Marques está quase pronta, faltando apenas a parte que ligará até a ponte João Claudino Fernandes que ligará os bairros Água Mineral (Zona Norte) à Universidade Federal do Piauí (Zona Leste).

AVENIDA ULISSES MARQUES

A Prefeitura de Teresina liberou no dia 25 de novembro de 2020 parte da Avenida Ulisses Marques para o tráfego de veículos e pedestres. O primeiro trecho faz a ligação entre a Avenida Presidente Kennedy e a Rua Dirce de Oliveira, bairro Ininga, por onde será possível ter acesso, de forma mais rápida, às demais zonas da cidade.

Avenida Ulisses Marques - zona Leste de Teresina

No total, a avenida tem 4,6 km de extensão, depois da entrega dessa parte ficou faltando a execução dos serviços corresponde ao meio-fio, sarjeta, parte dos passeios, serviço de drenagem superficial e a rotatória, que vai fazer a ligação da Avenida com a nova ponte da UFPI e a Avenida Raul Lopes.

Ao todo, foram investidos mais de R$ 20 milhões, com recursos provenientes do Ministério das Cidades e convênio com a Caixa Econômica Federal (CEF). A obra foi quase toda executada pela antiga gestão da prefeitura, na época sob o comando do Prefeito Firmino Filho (PSDB).

 OBRA DA PONTE PARALISADA

Em relação à obra da Ponte João Claudino Fernandes, que liga o bairro Àgua Mineral (Zona Norte) à Universidade Federal do Piauí (UFPI) (Zona Leste), a Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Norte (SAAD Norte), informa que os serviços foram paralisados após a solicitação da rescisão contratual por parte da empresa responsável, a Construtora TCE ENGENHARIA.

Atualmente, uma nova licitação está sendo elaborada, e está na fase de organização documental para que seja feita a nova licitação. A obra encontra-se com aproximadamente 18% dos serviços executados, sendo a maior parte executada nos serviços de infraestrutura da ponte.

Projeto Ponte João Claudino Fernandes. (PMT)

Comente