MDB CONTINUA SABOTANDO RAFAEL

EM BUSCA DE INDICAR CABEÇA DE CHAPA NA SUCESSÃO DE WELLINGTON, DEPUTADOS ABREM ESPAÇO PARA DOUTOR PESSOA DETONAR CANDIDATO DO PT

Marcos Melo Marcos Melo
04/05/2021 09:44 - Atualizado em 04/05/2021 10:07

O MDB e o PT querem, ambos a indicação do candidato a governador na chapa de sucessão dentro da base governista. O secretário de Fazenda Rafael Fonteles (PT) é o preferido do governador e tem a exposição midiática a seu favor, já o MDB tem no senador Marcelo Castro a chance de retornar ao comando do Governo do Estado e deixar de lado o papel de capacho. Adversários neste momento de pré-campanha, Rafael e Marcelo não podem se agredir, afinal, nenhum deles chegará onde quer sem a ajuda do outro na campanha em si. Então deputados do MDB escalaram o prefeito de Teresina Doutor Pessoa para queimar a indicação do PT.

Como o mundo gira: Pessoa usou o PT para se eleger, agora é usado contra o PT para viabilizar o MDB (foto: Jailson Soares | PoliticaDInamica)

"Um partido como o MDB, em nível nacional e local, que tem uma robustez, na minha avaliação deve ter um candidato ao Governo do Estado do Piauí. Mas quem define são os emedebistas de raiz. Se me perguntarem direi minha posição", comentou Pessoa à imprensa.

O prefeito de Teresina tem fama de doido e incontrolável, embora não seja nem uma coisa, nem outra. Ninguém vê Pessoa rasgando dinheiro e o vice-prefeito, Robert Rios (PSB), o tem sob rédea curta. E na hora em que o prefeito deu a cada deputado de seu partido um pedaço da Prefeitura, sabia o que estava fazendo.

Deputados do MDB fizeram as contas: para manter ou aumentar a bancada do partido, só com candidatura própria ao Governo do Estado (foto: Ascom Marcelo Castro)

De acordo com uma fonte no MDB, usar Pessoa para os ataques a Rafael é "interessante" por que os petistas não podem atacar o prefeito. Ao descartar o voto em Rafael Fonteles, o recado de Pessoa é mais do que claro: não contem com campanha dele em Teresina. "Enquanto sobra carisma no prefeito, isso falta demais ao secretário. A gente viu que ele [Rafael] até criou um perfil no Instagram para parecer mais humano. Mas não tem como Rafael sair ganhando de um conflito na mídia contra Pessoa", comentou, cá para nós, confiante até demais.

O investimento político de Wellington Dias no PROPiauí (a campanha de Rafael Fonteles), ainda não gerou potencial eleitoral suficiente para viabilizar o petista; o MDB quer que as coisas permaneçam assim (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica)

Para se ter ideia do que está em jogo quando alguém compra briga política com Doutor Pessoa, vamos aos números. Teresina tem 420 mil eleitores. Nas eleições de 2020, foram 380 mil votos válidos dados a candidatos a prefeito da capital, com 236 mil votos destinados a Doutor Pessoa no segundo turno.

Por outro lado, pesquisas internas mostram Fonteles bem mais perto do traço do que da viabilidade eleitoral. Para não revelar números -- e fazer piada com a situação -- essa fonte no MDB deu alguns parâmetros para entender o atual momento de intenções de voto em percentual em Rafael Fonteles.

"O reajuste do salário mínimo está na frente de Rafael. A inflação de 2020 está na frente de Rafael. Até Regina Sousa está na frente de Rafael. E Marcelo tem mais intenção de voto que tudo isso junto", contou.

O MDB sabe que a hora de sabotar Rafael é agora, enquanto seu nome é pequeno nas pesquisas (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica)

Segundo este emedebista, Wellington vai perceber até o final do ano que o esforço para viabilizar Rafael é contraproducente por dois motivos: pode lhe custar uma confusão com o prefeito da capital e Marcelo Castro, aliado desde sempre, já está bem melhor posicionado no cenário político.

Só tem um problema para o MDB nessa história de dar espaço para Doutor Pessoa falar sobre as eleições de 2022: é ele gostar do tema e tomar para ele o protagonismo de uma campanha majoritária.

É bom pensarem bem o que querem pro Piauí...

Comente!

ANTERIOR

INQUÉRITO CONCLUÍDO

PRÓXIMA

PARA ONDE VAI A CPI?