NOTÍCIAS

LUTO NO JUDICIÁRIO

Desembargador do Tribunal de Justiça do Piauí morre por complicações da Covid-19 em Teresina

23/08/2021 08:52

O desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Piauí, Nildomar da Silveira Soares, morreu no início da tarde deste domingo (22) aos 86 anos. O magistrado estava internado num hospital particular de Teresina e não resistiu as complicações provocadas pela Covid-19.

Além do trabalho como desembargador no TJ do Piauí, Nildomar também chegou a ser presidente da Ordem dos Advogados Brasil – seccional Piauí (1991-1993), bem como assessor jurídico do Banco do Brasil e da Prefeitura de Teresina. Atualmente, era ocupante da cadeira 22 da Academia Piauiense de Letras, tendo lançado recentemente a obra de sua autoria ‘Retalhos da Memória’.

O TJ-PI publicou Portaria neste domingo (22) decretando luto oficial por três dias, no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Piauí, contados a partir desta data, em razão do falecimento do Desembargador. Durante o período referido, as bandeiras e demais pavilhões serão hasteadas a meio mastro, em todas as unidades do Poder Judiciário do Estado do Piauí.

A portaria considera o trágico falecimento do Desembargador aposentado Nildomar da Silveira Soares, o estado de consternação que seu desaparecimento trouxe aos Magistrados(as), Servidores(as) do Poder Judiciário e à comunidade jurídica no Estado do Piauí, bem como os relevantes e honrosos serviços por ele prestados ao Poder Judiciário do Estado do Piauí, como também à Cultura e à Sociedade piauiense,

O expediente administrativo é assinado pelo Presidente do TJ-PI, Desembargador José Ribamar Oliveira. Em nota, o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, Desembargador Oliveira se solidarizou com a família e amigos ao tempo em que manifestou condolências a todos.

O Conselho Estadual da Cultura do Piauí publicou uma nota de pesar pelo falecimento do desembargador. 

O Conselho Estadual de Cultura do Piauí vem lamentar o falecimento do des. Nildomar da Silveira Soares no dia de hoje, depois de muito lutar pela vida quando estava internado em hospital da cidade. Além de advogado por muitos anos do Banco do Brasil, foi Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Piauí, e Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado Piauí. Publicou várias obras sobre Direito, especialmente sobre Juizado Especial. Integrou a Academia Piauiense de Letras e lançou a obra Livro do Centenário da APL 1917 - 2017. Intelectual, homem de bem e cidadão exemplar, vai deixar uma lacuna na vida cultural e institucional do Estado. Nelson Nery Costa. Presidente do CEC.

Comente