LUIZ MENEZES 50,9% x 27,8% JÔVE

PESQUISA OPINAR: ATUAL PREFEITO LIDERA DISPUTA ELEITORAL CONTRA CANDIDATA DE WELLINGTON DIAS

Marcos Melo Marcos Melo
26/07/2020 09:00 - Atualizado em 26/07/2020 08:50

Luiz Menezes (PP) lidera com vantagem relevante a corrida pela prefeitura de Piripiri. Segundo pesquisa do Instituto Opinar, o atual prefeito desponta com 34,9% das intenções de voto, mais do que o dobro da segunda colocada, Jôve Oliveira (PTB), que pontua com apenas 15,3% no cenário de votos espontâneos.

Atual prefeito tem mais do que o dobro das intenções de voto espontâneas da segunda colocada (imagem: redes sociais)

Ainda nesse cenário, Muriel Queiroz (Cidadania) pontua com 0,89%; e o ex-deputado estadual Dr. Pinto aparece com 0,22%, mesmo número alcançado por Genivaldo Cigano. Votariam em branco ou anulariam o voto 3,11%. Não souberam ou não quiseram responder 45,33%.

CENÁRIO ESTIMULADO

Quando os entrevistados são estimulados e escolher um nome num cenário em que há apenas dois candidatos, Luiz Menezes (PP) dispara: 50,89% votariam na reeleição do atual prefeito. A candidata do governador Wellington Dias (PT) fica mais para trás. Jôve não alcança mais do que 27,8% de intenções de voto. Não quiseram responder ou não souberam responder 21,33%.

APROVAÇÃO DA GESTÃO

O Instituto Opinar perguntou também aos piripirienses entrevistados a respeito das gestões públicas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), do governador Wellington Dias (PT) e do prefeito Luiz Menezes (PP).

Entre os entrevistados, 72,4% aprovam a atual administração do município. Os que aprovam o governo de Bolsonaro são 46,89% e os que aprovam o governo de Wellington Dias (PT) são 55,56%.

Reconhecimento: 72,4% da população aprova gestão de Luiz Menezes (foto: Facebook)

Somam 94,22% os entrevistados que disseram estar satisfeitos ou muitos satisfeitos morando em Piripiri. Apenas 4,67% se dizem insatisfeitos em morar na cidade, e 0,44% muito insatisfeitos. Um total de 0,67% não quis opinar.

REJEIÇÃO

Jôve Oliveira lidera a pesquisa de rejeição em Piripiri. Questionados sobre em que nome o eleitor não votaria de jeito nenhum, a candidata apoiada pelo governador Wellington Dias (PT) foi rejeitada por 39,73% dos entrevistados.

Wellington Dias planeja convocar 10 suplentes na Assembleia para manobrar em favor de Jove. Cada suplente custa aos piauienses R$ 25 mil reais a mais em salários de deputados não eleitos por mês (foto: Facebook)

Alerta vermelho: a rejeição espontânea ao nome de Jôve é bem maior que o dobro das intenções espontâneas de voto que ela tem. Confira comparando as tabelas!


A rejeição ao nome de Luiz Menezes não passou de 23,66%. Entre os pesquisados, 19,87% não rejeitam ninguém; outros 10,71% anularam sua resposta e 6,03% não quiseram ou não souberam responder.


Ficha técnica:

Número de Registro TSE: PI-5888/2020

Entrevistados: 450

Período de realização das entrevistas: 14, 15 e 16 de julho de 2020.

Nível de confiabilidade: 95%

Margem de erro: 4,62% para mais ou para menos

Comente!

ANTERIOR

PIAUÍ É O 2º PIOR DO BRASIL EM RANKING DE EFICIÊNCIA DA GESTÃO PÚBLICA

PRÓXIMA

“ANTECIPAR ELEIÇÃO NUNCA DEU CERTO EM NENHUM LUGAR DO MUNDO”, CRITICA WILSON