NOTÍCIAS

SÍLVIO ESCONDENDO BOLSONARO VIRA MATÉRIA NACIONAL

DEBATE ENTRE SÍLVIO MENDES E LOURDES MELO VIRALIZA E VAI PARAR NAS MANCHETES DE VEÍCULOS NACIONAIS POR CANDIDATO DE CIRO NOGUEIRA ELOGIAR LULA

17/08/2022 11:52

O primeiro dia oficial da campanha eleitoral de 2022 no Piauí foi preenchido com dois debates políticos em duas emissoras de TV aberta. O primeiro debate entre os nove candidatos a governador do Piauí aconteceu na TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Estado. Logo no fim da noite outro debate ocorreu na TV Meio Norte. Mas para a surpresa de todos que esperavam um embate entre Sílvio Mendes (União Brasil) e Rafael Fonteles (PT), o que rendeu manchetes foi a participação da candidata Lourdes Melo (PCO) que obrigou Sílvio a se desmanchar em elogios ao ex-presidente Lula, do PT. Como Sílvio é ligado a Ciro Nogueira, ministro de Jair Bolsonaro (PP), a história ganhou o Brasil, com matérias relacionadas no G1, no UOL e em O Antagonista.

Lourdes Melo e Sílvio Mendes protagonizaram momento mais quente do debate na TV Cidade Verde (foto: reprodução TV Cidade Verde)

No debate na TV Cidade Verde, um dos momentos mais “acalorados” foi quando a candidata Lourdes Melo fez uma pergunta ao candidato Sílvio Mendes. A candidata do PCO disse acusou Sílvio de esconder que é apoiador do atual presidente Jair Bolsonaro (PL) que disputa a reeleição, segundo Lourdes, o candidato do União Brasil teria vergonha de dizer que é bolsonarista.

“Eu quero dizer que ele é bolsonarista e se envergonha de dizer que é bolsonarista. Você com esta posição bolsonarista, está atacando a população brasileira, a população piauiense, a população teresinense. Porque Bolsonaro é um inimigo da educação, dos trabalhadores, a opção neste momento para reverter a situação de sofrimento da população é o Lula presidente", disse a candidata do PCO, Lourdes Melo, fazendo ainda com os dedos a letra “L”, que tem se tornado símbolo da campanha presidencial petista.

(Embate entre Lourdes Melo e Sílvio se inicia aos 29 minutos e 54 segundos do vídeo acima!)

Esse foi o único momento do debate em que o candidato Sílvio pareceu se chatear e, para desagrado de bolsonaristas piauienses que sustentam sua campanha, declarou que não é contra o ex-presidente Lula (PT) ou qualquer outro que disputa a presidência. Em sua fala, Sílvio fez ainda elogios ao ex-presidente que nas palavras dele o ajudou quando esteve a frente da Prefeitura de Teresina. Vale lembrar, que Sílvio é apoiado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI), que é aliado do presidente Bolsonaro. Quanto a aliança com Ciro Nogueira, Sílvio disse ainda “dever” ao ministro a sua candidatura ao governador do Piauí.

"Professora Lourdes, me desculpe, mas eu acho que a senhora é apaixonada pela Bolsonaro! Porque, quem foi que lhe disse isso? Eu acho que tem muita gente que é apaixonada e fica querendo me obrigar a ser. Não é isso! Pelo contrário! Fui prefeito durante a gestão Lula. Sou grato a ele, por tudo que nós conseguimos fazer aqui. Nunca tive dificuldade de diálogo. Aliás, ele declarou há pouco, que se eleito, chamará todos os governadores eleitos. E foi assim que ele fez conosco. Por isso que nós fizemos o HUT (Hospital de Urgência de Teresina) juntos, a Ponte Estaiada, fizemos alguns serviços na saúde, na educação, na infraestrutura...Enfim, nada a reclamar dele, só agradecer” disse, sorridente, Sílvio Mendes, ironizando ainda para que Lourdes repense o que falou e que “cuide da sua paixão".

OS MEMES

A candidata Lourdes Melo também protagonizou outros momentos mais polêmicos e irreverentes do debate. Um vídeo contendo o trecho de participação da candidata chegou a viralizar na internet em páginas nacionais e segou trending top da rede social Twitter, com um dos assuntos mais comentados do dia. 

Além de Lourdes Melo (PCO) e Sílvio Mendes (União Brasil), também, participaram do debate político os outros sete candidatos ao governo do Piauí: Gessy Lima (PSC), Coronel Diego Melo (PL), Geraldo Carvalho (PSTU), Gustavo Henrique (Patriota), Madalena Nunes (PSOL), Rafael Fonteles (PT) e Ravenna Castro (PMN).




Comente