ELE PODE SER DECISIVO

JOÃO VICENTE AVALIA FILIAÇÃO AO PP E PODE PENDER A BALANÇA DA DISPUTA DE 2022 PARA O LADO DA OPOSIÇÃO; WELLINGTON DIAS SENTIU A DOR

Marcos Melo Marcos Melo
15/03/2021 18:17

Ciro Nogueira (PP) é hoje a oposição declarada a Wellington Dias (PT). Entre os maiores líderes do estado, o único. Até agora. Na manhã desta segunda-feira (15), Ciro convidou João Vicente Claudino (PTB) para os quadros do Progressistas. E JVC está inclinado a aceitar, o que acendeu um alerta dentro do Palácio de Karnak, afinal de contas, é uma baixa significativa do ponto de visto político na base governista.

JVC e Ciro: a oposição vai crescer mais rápido daqui pra frente? (foto: ASCOM)

O grupo de JVC comanda duas secretarias no governo de Wellington Dias: a de Desenvolvimento Econômico e a de Infraestrutura. As indicações não são de JVC, são respectivamente, dos deputados Nerinho e Janaínna Marques. A deputada tem, ainda, influência dentro da Secretaria de Saúde, onde seu marido é o segundo na hierarquia administrativa da pasta. Mas mesmo que os espaços sejam dos deputados, a referência política de grupo é João Vicente.

Fontes no Karnak relatam que o governador Wellington Dias avaliou com naturalidade o convite feito por Ciro a JVC, mas estranhou bastante a resposta de que “a possibilidade é grande” de que a filiação ocorra de fato. Em entrevista logo após o convite, JVC rasgou elogios a Ciro, e disse que o Progressistas é um partido “que tem compromisso com o estado e com as pessoas”.

JVC também se mostrou à vontade com a candidatura natural de Ciro a governador em 2022 e afirmou reconhecer nele a vontade de trabalhar pelo Piauí. Ciro também foi só elogios a JVC, que ele entende ser fundamental para a “mudança que está por vir”.

As surpresas contra os planos do grupo de Wellington Dias parecem que estão apenas começando. E não serão boas para ele.

Comente!

ANTERIOR

PTB NA PREFEITURA E FORA DO GOVERNO

PRÓXIMA

PRESIDENTE QUER 'APURAÇÃO ABERTA'