ELE NÃO SABE SE SAI

ADOLFO NUNES DIZ QUE TEM BOA RELAÇÃO COM PESSOA E QUE NÃO FOI COMUNICADO SOBRE MUDANÇA; ROBERT RIOS ESTARIA PRESSIONANDO PELA SAÍDA

Marcos Melo Marcos Melo
Francisco Filho Francisco Filho
01/06/2021 11:01 - Atualizado em 01/06/2021 11:51

A semana começou com um anúncio do prefeito de Teresina sobre mudanças no seu secretariado. Na da última segunda-feira (31), Doutor Pessoa afirmou que as mudanças já estavam sendo cogitadas há algum tempo, mas só agora serão oficializadas. E na dança das cadeiras, o atual secretário de Governo, Adolfo Nunes, deve ser rebaixado para o segundo escalão. É uma vitória do vice-prefeito Robert Rios (PSB) na disputa por poder e influência dentro da PMT. E é, também, sinal de que a gestão da capital caminha para alinhamento com o PT do governador Wellington Dias.

Bolsonarista de carteirinha, Adolfo Nunes está sendo fritado por Robert Rios, o vice-prefeito que tende a levar a gestão de Pessoa para o lado do PT de Wellington Dias (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica)

Ao Política Dinâmica, o secretário de governo do município, Adolfo Nunes, falou que existem muitas maneiras de se interpretar essas mudanças. O gestor acredita que elas também são normais e fazem parte de qualquer administração pública. “Os motivos dessas mudanças são discutíveis. Eu acredito que não é em função de algo que não certo, mas sim de melhorar a administração pública. Acredito também que essas mudanças são normais, com várias maneiras de se interpretar”, comentou.

Pessoa caminha para um alinhamento maior com Wellington Dias, o seu partido, o MDB, e o partido do vice-prefeito, o PSB, já são da base governista (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica)

Adolfo disse que não sabe se vai sair da Secretaria de Governo e assegurou que sua relação com o prefeito é muito boa. “Olha, eu não sei [se vou sair]. Costumo dizer brincando que minha secretaria é de papel. É uma secretaria do intelecto. As obras físicas dela [Secretaria de Governo] são os projetos, decretos, as reformas que se fizeram. Todos os indicativos, licitações de vereadores, foram resolvidos. Já a minha relação com Doutor Pessoa é boa e sempre foi boa. Esse entendimento não tem nada a ver entre a relação entre as pessoas”, concluiu.

ROBERT X ADOLFO | WELLINGTON X CIRO

A queda de Adolfo não acontece ao acaso. É consequência direta da movimentação política do vice-prefeito Robert Rios (PSB) numa clara tentativa de diminuir o número de conselheiros de Doutor Pessoa. Recentemente, Robert puxou para a Secretaria de Finanças a Coordenadoria de Comunicação, que havia sido vinculada à Secretaria de Governo dias antes. Isso impediu que Adolfo pudesse fortalecer sua imagem.

Robert tem minado os "conselheiros" do prefeito, diminuindo o número de pessoas que podem contestar suas opiniões (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica)

Robert e Adolfo possuem visões diferentes da política institucional que a gestão de Pessoa deveria seguir. Enquanto Robert tende ao alinhamento com o Governo do Estado e à aproximação política com Wellington Dias (PT), Adolfo acredita que Pessoa deveria estar mais próximo das forças que apoiam o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), como é o caso do senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas.

Nunes estava ao lado de Doutor Pessoa desde a eleição de 2016 (como é possível ver no vídeo abaixo), quando Robert apoiou a reeleição de Firmino Filho (PSDB) afirmando que “em momento de crise, o que o povo precisa é de uma pessoa experiente”.  

Adolfo também estava com Doutor Pessoa na eleição de 2018 (confira neste outro vídeo abaixo), quando Robert apoiou outro tucano, Luciano Nunes, para governador do Piauí.


Comente!

ANTERIOR

A ARAPUCA ESTÁ ARMADA

PRÓXIMA

R$ 20 MILHÕES EM PROPAGANDA