DESESPERO DE JÚLIO ATRAPALHA CIRO

JÁ ESTÁ VIRANDO PIADA: MESMO SOB ATAQUES DE ROBERT RIOS, PRESIDENTE DO PP CAVA ESPAÇO NA GESTÃO DE PESSOA E ENFRAQUECE CANDIDATURA DE CIRO EM 2022

Marcos Melo Marcos Melo
04/03/2021 18:20 - Atualizado em 04/03/2021 19:44

Dentro da Prefeitura de Teresina o assunto já está virando piada, e as gargalhadas já chegaram na Câmara Municipal. O presidente estadual do Progressistas, deputado estadual Júlio Arcoverde, está desesperado para fazer parte da gestão do Doutor Pessoa (MDB). Nessa quinta-feira (04), mandou o recado pelo vereador Jeová Alencar (MDB) e pela imprensa. E no meio do caminho está atrapalhando – não se sabe se de propósito – a candidatura de Ciro Nogueira a governador do Estado em 2022.Não se sabe pra onde Júlio Arcoverde está olhando, mas não deve ser para o lugar certo (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

A jornalistas, Júlio disse hoje que Jeová Alencar – que é o presidente municipal do MDB – pode ser de fato um canal de aproximação entre o PP e a gestão do Doutor Pessoa. “Com certeza, tanto Jeová como o presidente Themístocles podem ser um canal dessa aproximação até por conta do bom relacionamento que o senador Ciro Nogueira tem com os dois, acredito que não terá dificuldade nenhuma”, reproduz uma reportagem do site GP1.

Se existisse algum interesse real de ter Ciro Nogueira e sua turma na PMT, o convite para um "café forte" partiria do próprio prefeito -- ou do vice -- e o convidado seria o senador Ciro Nogueira, não um preposto.   

JÚLIO NÃO ESTÁ SABENDO QUEM MANDA

É difícil que Júlio não saiba, mas quem manda de verdade na PMT não é Doutor Pessoa, é o vice, Robert Rios (PSB). E a piada começa aqui: Robert e Júlio são amigos, o que não impede que o vice-prefeito distribua ataques por onde quer que vá. Ao narrar a história de que ele “acabou com a corrupção” na prefeitura de Teresina, Robert frequentemente usa o senador Ciro Nogueira como exemplo da “corrupção que ficou pra trás”.

 Jeová foi um dos que garantiu a vitória de Pessoa, e ainda assim não tem sido bem tratado na PMT; pode até ter boa vontade, mas não parece que vai ser um canal de aproximação; no Palácio da Cidade muita gente olha pra ele como futuro adversário (foto: ASCOM)

Associando o presidente nacional do Progressistas a contratos supostamente realizados com objetivo de desviar recursos públicos – ainda que nunca tenha apresentado uma prova em juízo – Robert Rios, entre uma dose e outra de veneno, cita Ciro como beneficiário direto de contratos da Prefeitura de Teresina com a empresa SERVFAZ – de mão de obra terceirizada – e CTA – da coleta de lixo. A última vez que isso aconteceu – pelo menos em público – foi em um vídeo distribuído nas redes sociais sábado passado, dia 27 de fevereiro. Veja abaixo:

Sobre o comportamento desesperado de Júlio, vereadores já contam que dentro da PMT, a informação é de que quanto mais Robert bate, mais o presidente estadual pede para fazer parte da gestão de Pessoa. "Saiu à força do governo do Wellington, depois perdeu a Prefeitura com o Firmino [Filho, ex-prefeito, do PSDB]. É taca muita e ele não está acostumado", avaliou sorrindo um vereador amigo de Robert Rios com trânsito livre na PMT. 

PREJUÍZO ELEITORAL PARA CIRO

Se o MDB tiver que escolher um candidato ao Governo do Estado em 2022, não há sinais de que isso vai acontecer contra o atual governador Wellington Dias; talvez seja bom Júlio Arcoverde começar a pensar nisso (foto: Jailson Soares | Politica Dinamica)

O MDB está apostando muitas fichas na gestão do Doutor Pessoa. Robert quer lançar o prefeito a governador em 2022, o que só acontece se Teresina não for um caos daqui até lá. Themístocles Filho e seu plano de ser vice de Rafael Fonteles (PT) também dependem em grande parte de uma gestão bem-sucedida de Pessoa. E nas últimas semanas até o senador Marcelo Castro, presidente estadual do MDB, se animou para a disputa. E precisando da mesma base em Teresina, já está carreando recursos federais para a capital. Nenhum dos interessados no sucesso de Pessoa anda interessado no sucesso de Ciro ao Governo do Estado em 2022.

A gestão de Pessoa precisa mais de Ciro do que Ciro precisa da gestão de Pessoa, é fácil perceber isso; mas quando o PP implora por espaço numa Prefeitura caótica, o sinal de desespero por cargos diminui a envergadura política de Ciro (foto: Jailson Soares | PoliticaDInamica)

O senador Ciro Nogueira cabe nessa Prefeitura? Cabe. Aliás, ele é necessário, mas do que qualquer outro ali. Mas quando seu partido se humilha para indicar comissionados numa gestão, sua candidatura diminuiu. Afinal, para ajudar o inimigo, já bastam os deputados que ele deixou na gestão de outro adversário: o governador Wellington Dias (PT).

É ou não é uma piada?
Pra Ciro, com certeza, sem graça. 

Comente!

ANTERIOR

PTB NA PREFEITURA E FORA DO GOVERNO

PRÓXIMA

PRESIDENTE QUER 'APURAÇÃO ABERTA'