FHC diz a revista alemã que Dilma é uma 'pessoa honrada'

Para ex-presidente, Dilma não está envolvida com esquema na Petrobras.

09/02/2016 09:07

Em entrevista à revista alemã de economia "Capital" publicada na edição deste sábado (1º), o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso afirmou que a presidente Dilma Rousseff é uma "pessoa honrada" e que ela não está envolvida com o esquema de corrupção que atuava na Petrobras.

O conteúdo da entrevista de FHC foi divulgado pela agência de notícias alemã "Deutsche Welle".

"Não, não [está] diretamente [envolvida com o esquema]. Mas o partido dela [PT], sim, claro. O tesoureiro está na cadeia", afirmou FHC, referindo-se ao ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto, que foi preso pela Polícia Federal durante as investigações da Operação Lava Jato.

Vaccari é é acusado de intermediar doações eleitorais ilegais ao PT que somam R$ 4,26 milhões, fruto de supostas propinas pagas por empreiteiras contratadas pela Petrobras. Ele também responde por lavagem de dinheiro.

Além de defender Dilma, Fernando Henrique atribui ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a responsabilidade política pelo escândalo de corrupção na Petrobras.

Apesar das críticas a Lula, FHC ressaltou à revista que, para que o líder petista seja preso por envolvimento no escândalo, "é necessário haver algo muito concreto" contra ele.

"Os escândalos começaram no governo dele [Lula]. Tudo começou bem antes, em 2004, com o Lula, com o escândalo do mensalão", disse FHC.

"Não sei em que medida [ele está envolvido]. Politicamente responsável ele é com certeza. Os escândalos começaram no governo dele. [...] Talvez ele tenha que depor como testemunha. Isso já seria suficientemente desmoralizante", acrescentou.

Apesar de criticar Lula e atribuir o início de escândalos de corrupção ao petista, FHC elogiou o ex-presidente durante a entrevista. Além de referir-se a Lula como "líder popular", Fernando Henrique disse que ele tem "muitos méritos" e uma história pessoal "emocionante."

"Um trabalhador humilde que conseguiu ser presidente da sétima maior economia do mundo", elogiou FHC. ""Isso [eventual prisão de Lula] dividiria o país. Lula é um líder popular. Não se deve quebrar esse símbolo, mesmo que isso fosse vantajoso para o meu próprio partido. É necessário sempre ter em mente o futuro do país."

Fonte: G1.

Notícias relacionadas
Escolhidas as majestades do carnaval de 2020
Firmino faz prestação de contas e garante recursos para próximo prefeito
Corso de Teresina vai premiar 20 melhores fantasias no evento
Autoridades farão vistoria para coibir mendicância de venezuelanos nos sinais de trânsito