Coluna Marcos Melo Política Dinâmica
VEREADORES DA BASE CONTRA FIRMINO

GRAÇA AMORIM, VENÂNCIO CARDOSO, EDSON MELO E EVANDRO HIDD, BOTAM EM DÚVIDA PROGRAMA DA PMT E APROVAM REQUERIMENTO DA OPOSIÇÃO

10/06/2020 17:47 - Atualizado em 10/06/2020 22:39

Tanto a líder do prefeito quanto seus ex-secretários jogaram dúvidas no principal programa de assistência social de Firmino Filho e votaram com a oposição (fotos: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

A base do prefeito Firmino Filho (PSDB) aprovou um requerimento do vereador de oposição Dudu do PT contra as regras do programa assistencial Teresina Solidária, que distribui cestas básicas aos teresinenses mais afetados pela crise econômica decorrente da pandemia de COVID-19. A derrota foi sentida dentro do Palácio da Cidade. 

A princípio, a distribuição das cestas seria feita por meio de associações de moradores – são mais de 700 – cadastradas no Orçamento Popular. Os beneficiados seriam as pessoas que não conseguiram receber o auxílio emergencial do Governo Federal ou se encontram, neste momento, sem renda.

“Eu tenho dúvidas sobre a viabilidade do processo [de distribuição de cestas]”, pontuou o vereador Venâncio Cardoso, filiado ao partido do prefeito Firmino. Ele sugeriu que as SDUs fizessem a distribuição, tirando as cestas da Assistência Social.

O ex-superintendente da SDU Sudeste, vereador Evandro Hidd, do PDT, não fez nenhum comentário para defender a prefeitura e passou a maior parte do debate numa conversa paralela no celular. Por fim, votou pela aprovação do pedido de Dudu do PT. 

o vereador Edson Melo, outro tucano, disse que tinha áudios de lideranças comunitárias ligadas a ele que estariam se negando a participar do cadastro por risco à saúde, desconfiança de que a cestas seriam mesmo entregues e medo se ser tachadas como alguém. “Eu tenho os áudios aqui no meu telefone”, assegurou. “Eu acho que isso aí tem que ser revisto, não vai terminar bem”, reforçou.

A vereadora Graça Amorim, líder do prefeito na Câmara, reconheceu não saber direito quais eram os critérios da distribuição. Ela não fez questão de orientar o voto dos vereadores da base.

O vereador Samuel Silveira foi o único voto contrário ao requerimento que pôs em dúvida a honestidade e o planejamento da gestão do programa lançado pelo prefeito Firmino Filho.

Veja a votação:


ANTERIOR

PRESIDÊNCIA DA CMT: EVANDRO X VENÂNCIO

PRÓXIMA

"TEMOS 44 CANDIDATOS"