NOTÍCIAS

PETISTA NÃO QUIS ENTREGAR PREFEITURA

EM PAES LANDIM, PRIMO DE WELLINGTON DIAS FECHOU SAMU, IMPEDIU ACESSO A UNIDADE DE SAÚDE E DEIXOU VEÍCULOS DEPENADOS PARA NOVA GESTÃO

02/01/2021 13:09

No município de Paes Landim, o primeiro dia da nova gestão municipal foi de confusão. Isso porque o primo do governador Wellington Dias, o ex-prefeito Gutemberg Moura Araújo, o Gutim do PT, se recusou a entregar a prefeitura para o novo prefeito, Thales Marques, do PP.

Não é só Rejane Dias que tem parente dando problema, como é o caso de Pauliana Ribeiro Amorim em sua terra natal, São João do Piauí; a 85km dali, Wellington Dias tem um primo problema também, o Gutim, do PT (foto: Facebook.com)

Lá não houve transição. Em apenas uma manhã, a gestão do primo de Wellington Dias apontou algumas informações da gestão e só.  

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência, o Samu, foi trancado e na Unidade Mista de Saúde Félix Barroso da Silva, o novo prefeito foi impedido de ter acesso a documentos.

A população da cidade ficou revoltada. Foi uma noite tensa.

Thalles Marques, o novo prefeito de Paes Landim, teve que acalmar os ânimos da população revoltada com a atitude dos petistas (foto: reprodução)

Na Unidade Mista de Saúde, funcionários e comissionados da gestão anterior se recusaram a entregar chaves, repassar informações e impediram a entrada do prefeito eleito. A alegação era de que de que a UMS agora é de responsabilidade administrativa do Governo do Estado. Ainda assim, nenhum documento tratando disso foi apresentado.

Neste sábado, dia 2 de janeiro de 2021, o novo prefeito confirmou que a UMS que leva o nome do avô de Wellington Dias foi “desmunicipalizada”, a única nesta situação da qual se tem notícia no Piauí. E no último dia 28 de dezembro, o governador já nomeou seus parentes para cargos no local.

A informação é de que o Estado quer a unidade para manter cargos a parentes e aspones na cidade, já pensando as eleições de 2022.

Isso porque a UMS em Paes Landim é praticamente a própria Secretaria de Saúde, dado o tamanho de seu quadro de funcionários e os recursos necessários para mantê-la. Agora, Wellington pode destinar recursos para gestão de seus parentes sem que passar pela Prefeitura de Paes Landim.

O SAMU foi fechado também. As chaves das ambulâncias foram trancadas dentro. Ontem e hoje, a população de Paes Landim não pode adoecer.

Mas a confusão da Saúde não foi o único problema. O novo prefeito e sua equipe encontraram uma frota de veículos da Prefeitura completamente depenada. Alguns veículos, inclusive que rodavam durante a campanha e até os últimos dias de 2020, quando o próprio governador Wellington dias esteve na cidade.

Veja o vídeo!


Comente