Coluna Marcos Melo Política Dinâmica
NEM AÍ PRO CALUNDU DO MDB

DR PESSOA DIZ QUE MAL HUMOR EMEDEBISTA ESTÁ ABRINDO PORTAS PARA DIÁLOGO ENTRE ELE E EX-ADVERSÁRIOS POLÍTICOS COMO FIRMINO FILHO

20/04/2019 14:01 - Atualizado em 20/04/2019 14:41

Há poucos dias, Pessoa foi ao encontro de Silvio Mendes e do deputado estadual Marden Menezes, do PSDB; o encontro gerou muitas especulações sobre as eleições de 2020 (foto: Redes Sociais)

Nos últimos dias o ex-deputado estadual Dr. Pessoa (SD) passou por uma maratona de encontros políticos disfarçados de cortesia. Esteve com o ex-prefeito Silvio Mendes e, também, com o atual prefeito da capital, Firmino Filho (PSDB). Segundo o próprio Dr. Pessoa, essas e outras lideranças estão aproveitando uma grande brecha deixada pelo MDB.

“A primeira coisa que eu quero dizer é que o Dr. Pessoa não tem inimigos. Fomos adversários políticos em campanha de algumas lideranças, mas sem rancor, sem ódio no coração”, disse Pessoa ao Política Dinâmica para justificar o ar de conforto exibido nas imagens de todas essas reuniões.

Pessoa avalia que Firmino provocou a conversa aproveitando o "calundu" do MDB (foto: Lucas Pereira | Teresina Diário)

Ele explica que depois de duas eleições majoritárias em que caminhou praticamente sozinho — as disputas de prefeito de Teresina em 2016; e de governador do Piauí, em 2018 —, teve que parar e refletir sobre participar de um grupo político maior. Nesse caminho, o MDB se apresentava como boa opção. “Mas eles lá queriam que eu me filiasse imediatamente. E quem tem tempo, não precisa ter pressa”, frisou.

Foi aí, que segundo Pessoa, o grupo do atual presidente da Alepi, deputado estadual Themístocles Filho, ficou de “calundu”, uma maneira bem popular de dizer que os emedebistas ficaram irritados e mal humorados sem motivo aparente.

No evento em que o MDB queria que Dr. Pessoa se filiasse ao partido, os deputados da sigla se preocuparam mais em projetar o nome de Marcelo castro para a disputa de governo em 2022 (foto: Marcos Melo | PoliticaDInamica.com)

Na conversa com o Política Dinâmica, Dr. Pessoa assegurou que ainda tem pique para disputas majoritárias e expôs um receio em relação ao MDB. “Eles não deixaram o João Henrique Sousa ser candidato ao Governo do Estado, mesmo sendo um homem honrado e viajando pelo Piauí inteiro”, pontuou, com certa desconfiança a respeito do “pragmatismo” partidário do MDB.

Para quem observa um pouco mais de perto o cenário, é fácil imaginar o que pode passar pela cabeça do Dr. Pessoa. Neste exato momento, o PT quer uma candidatura própria em Teresina -- o nome do deputado estadual Franzé Silva tem sido o mais cotado -- e o MDB pode se ver obrigado a apoiá-lo em 2020 para cobrar apoio a Marcelo Castro em 2022. Ou seja: o projeto do presidente estadual é maior que o de qualquer novo filiado. 

Faz todo o sentido. 

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
JOÃOZINHO FÉLIX 46%, RIBINHA DO PT 18%
JOÃOZINHO FÉLIX 46%, RIBINHA DO PT 18%
SEM ESSA DE LACRAÇÃO!
SEM ESSA DE LACRAÇÃO!
"SE AMOSTRAR? ELE TEM MOTIVOS É PARA SE ESCONDER!"
“O PTB NÃO É BARRIGA DE ALUGUEL”
“O PTB NÃO É BARRIGA DE ALUGUEL”