Coluna Marcos Melo Política Dinâmica
FACADA SEMPRE VEM DE PERTO

DE OLHO NA LIBERAÇÃO DE EMENDAS, DEPUTADO DO MDB CONVIDA RAFAEL FONTELES PARA SE FILIAR AO PARTIDO QUE JÁ TEM MARCELO CASTRO COMO CANDIDATO EM 2022

01/12/2020 18:49

O Política Dinâmica publicou ontem que a eleição de Teresina deu a Marcelo Castro a oportunidade de viabilizar sua candidatura ao Governo do Estado. Passando por cima, inclusive, de Rafael Fonteles, nome dentro do PT que estava sendo preparado pelo governador Wellington Dias. E a informação já fez muita gente amolar sua faca.

O deputado João Mádison foi hoje à TV Meio Norte falar sobre o tema. Disse que Rafael Fonteles pode se filiar ao MDB e, quem sabe, ainda disputar o governo em 2022. Aos risos, um deputado do PT ligou para o Política Dinâmica. “Esse João Mádison é um ‘mala’. A gente já sabe o que ele quer”, adiantou o petista.

FACAS AFIADAS

Nem precisava ter ligado. Rafael tem a chave dos cofres do Governo. Se filia ao MDB, fica liberando tudo o que os deputados precisam de emendas e obras, visualizando que lá na frente, esse pessoal o escolhe ao invés de Marcelo Castro.

João Mádison dizendo que Rafael tem chance de disputar a indicação dentro do MDB contra Marcelo Castro, dá apara acreditar? (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

No dia em que Rafael se desincompatibilizar, facada!

João Mádison sendo o primeiro da fila. Se é na palavra deste deputado que Rafael vai se confiar, alguém rasgue o diploma de gênio do garoto. Ou levem-no pro médico, alguma coisa está errada.

A não ser que João fale por outra pessoa. Alguém maior que tenha garantido a legenda para Rafael nos bastidores. Isso às vezes acontece.

As facas dentro do MDB são as mais amoladas e rápidas da política do Piauí. Pergunte a Themístocles Filho se ele viu de onde veio a que Marcelo Castro cravou nas costas dele quando combinou com Wellington Dias a troca da vaga de vice pela de senador em 2018.

O próprio Marcelo quando se deu conta de que estava sangrando em 2014, já não tinha mais jeito para sua candidatura ao Governo do Estado, morta antes da convenção.

Mas dentro do partido, eles se entendem.

O NOME IDEAL PRO CENÁRIO IDEAL

Rafael seria o nome ideal para o MDB se a conjuntura os obrigasse a aceitar alguém do PT na cabeça da chapa. Seria uma campanha do jeito que o MDB gosta.

Se os ventos sopram a favor dos mdbistas, não há a menor chance de um recém chegado levar a parada. Pois se um tradicional do partido ganha, aí é o governo do jeito que o MDB gosta.


Comente!

ANTERIOR

ESQUIZOFRENIA POLÍTICA

PRÓXIMA

EDUCAÇÃO: GIL OU CHICO?