Coluna Marcos Melo Política Dinâmica
CARGA ROUBADA E MUITA COISA PRA EXPLICAR

PRESO NA OPERAÇÃO BOCA LIVRE DA PF, EMPRESÁRIO ALANO RODRIGUES TEM SUAS EMPRESAS INVESTIGADAS POR RECEPTAÇÃO DE CARGA ROUBADA

22/03/2019 00:04

O GRECO e a PRF trabalharam juntas em operação que investiga duas empresas de Alano Rodrigues e prendeu um de seus funcionários por receptação de carga roubada (fotos: Polícia Civil | redes sociais | politicaDInamica.com)

A prisão do empresário Alano Rodrigues na última quarta-feira (20) por porte ilegal de arma de fogo foi mais acaso do que determinação judicial. Mas o acaso jogou luz num problema bem maior e mais difícil de explicar: duas das empresas dele são investigadas por receptação de carga roubada.

Sem a prisão por conta da arma, teria Alano teria passado despercebido. Afinal, apesar dos pedidos feitos pela Polícia Federal, a Justiça indeferiu as solicitações de prisão da Operação Boca Livre, que investiga licitação direcionada, sobrepreço e superfaturamento na merenda escolar da Secretaria de Educação do Piauí.

Mas ele deve ficar um pouco mais conhecido a partir de agora. Isso porque duas empresas de Alano Rodrigues são investigadas também pela Polícia Civil do Piauí, por meio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO).

A operação do Greco com a PRF investiga roubo e receptação de carga num esquema que envolve vários estados e diversas cidades (foto: Polícia Civil | politicaDInamica.com)

CARGA ROUBADA SOB INVESTIGAÇÃO

No último dia 15 de fevereiro de 2019, uma sexta-feira, o GRECO juntamente com a Polícia Rodoviária Federal apreendeu cargas roubadas e avaliadas em cerca de R$ 1 milhão de reais em empresas localizadas em Teresina e Timon-MA. Duas das três empresas onde as cargas foram encontradas pertencem a Alano Rodrigues.

Em Teresina, foram apreendidas cargas roubadas de leite e café na FUTURA DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS LTDA (CNPJ: 15.260.400/0001-03), onde foi preso por receptação um funcionário de Alano Rodrigues, o senhor Francisco de Assis Costa Filho.

Já em Timon-MA, no dia 16 de fevereiro de 2019, foi encontrada uma carga de leite na ND DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS LTDA (CNPJ: 04.721.070/0001-90), que havia sido roubada 10 dias antes, no município de Valença-PI.

Nordeste Distribuidora é o nome fantasia da ND DISTRIBUIDORA (foto: PRF | PoliticaDInamica.com)

No âmbito da Operação Boca Livre, Alano Rodrigues pessoalmente teve mandados de busca e apreensão cumpridos em sua casa, devido à proximidade e relação de negócios entre ele e o empresário Flávio Aguiar, sócio-administrador da Norte Sul Alimentos, empresa que está no rol de investigadas pela Polícia Federal.

Mas olha só a coincidência: a ND Distribuidora de Alano Rodrigues — e  investigada pela Polícia Civil — nem sempre teve este nome. A razão social do CNPJ até algum tempo atras era COMÉRCIO ATACADISTA NORTE SUL LTDA. Só pra constar, o empresário Flávio Aguiar, tem duas empresas que usam o nome fantasia “Norte Sul”:  além da NS Distribuidora de Alimentos Ltda, há também a Norte Sul Comércio Atacadista.

Flávio Aguiar (à esquerda) e Alano Rodrigues (à direita) até parecem mais do que amigos: verdadeiros sócios diante de tantas coincidências (foto: redes sociais)Por enquanto, é isso.

O OUTRO LADO

Até o horário da publicação desta matéria o Política Dinâmica não havia conseguido contato com as defesas de Alano Rodrigues e Flávio Aguiar. 

Comentários (257)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
UM CARNAVAL DE MARMOTAS!
UM CARNAVAL DE MARMOTAS!
CUMPLICIDADE, CONVENIÊNCIA, COVARDIA
CUMPLICIDADE, CONVENIÊNCIA, COVARDIA
UMA FACA NAS COSTAS DO SERVIDOR
UMA FACA NAS COSTAS DO SERVIDOR
CHAPÉU DE MANÉ É MARRETA
CHAPÉU DE MANÉ É MARRETA