AÍ TEM: FELIPINHO, O CARA DA SEAGRO!

ELE GANHOU 16 DAS 18 LICITAÇÕES DE OBRAS REALIZADAS PELA SECRETARIA DE GEORGIANO E JULIO CESAR E PAPOU MAIS DE 72% DOS RECURSOS DA PASTA DE SIMONE

Marcos Melo Marcos Melo
07/01/2021 13:10 - Atualizado em 07/01/2021 19:20

Entre os anos de 2019 e 2020, segundo o Mural de Contratos do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, a Secretaria de Agronegócios do Piauí contratou R$ 17.683.451,93 em serviços. Nada menos que 72,12% desses recursos foram para as empresas de Felipe Santana Machado, o Felipinho.

Felipinho, Simone, Georgiano e Júlio César: quem olhar bem de perto também vai desconfiar que não existe coincidência (foto: Facebook | Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

Segundo se comenta nos bastidores, as vitórias das empresas Poty Construções e Empreendimentos Imobiliários LTDA e da Felipe de Santana Machado EPP tem menos a ver com licitação e mais a ver com eleição. A SEAGRO é controlada pelo deputado estadual Georgiano Neto e seu pai, o deputado federal Júlio César Lima, donos do PSD.

Em 2022, Georgiano vai disputar a eleição de deputado federal no lugar do pai. A atual secretária de Agronegócio, Simone Pereira (uma segunda mãe para Georgiano), deve disputar a vaga de estadual no lugar de Georgiano (a contragosto de um irmão dele); e Júlio César quer ser o vice-governador na chapa do atual secretário de Fazenda, Rafael Fonteles (PT). É sabido por todos os pregoeiros do Piauí -- e por qualquer um que se atreva a receber em dia depois de ter prestado serviço ao Estado -- que um dos melhores amigos de Felipinho carrega no pescoço a chave do cofre do governo de Wellington Dias. Felipinho é hoje o empresário que mais ganha em volume e o que recebe mais rápido recursos do Governo do Estado no ramo da construção civil.

A soma dos atuais contratos de Felipinho com a SEAGRO passa dos R$ 12,7 milhões, segundo informações do TCE-PI. E de acordo com o Diário Oficial do Estado, todos os contratos foram aditivados e prorrogados pela secretária Simone Pereira por mais um ano no dia 30 de dezembro de 2020.

Na mesma edição do DOE, a SEAGRO publicou aviso de 9 novas licitações de obras e serviços de engenharia. Calçamento, asfalto, estradas vicinais... Juntas, devem custar mais de R$ 15,25 milhões. E somadas às demais licitações anunciadas para 2021 pela SEAGRO até aqui, serão mais de R$ 41,12 milhões de reais em obras. 

É muita coisa. 

E adivinhe você, leitor, quem vai ganhar.

O QUE DIZEM OS CITADOS

Não conseguimos contato com Felipe Machado. A secretária Simone Pereira e os deputados Georgiano Neto e Júlio César Lima foram contatados por meio de Whatsapp. Nenhum respondeu até a publicação desta matéria, mas o espaço continua aberto para manifestações. 

Segue o texto enviado aos citados:

Boa tarde,

Gostaríamos que a SEAGRO comentasse o fato de que as empresas do Sr. Felipe Santana Machado (Poty e FSM EPP) venceram 16 das 18 ultimas licitações de obras da pasta, que somam 72% do valor de todos os contratos da SEAGRO entre 2019 e 2020.

1. As licitações foram direcionadas?
2. Existe acordo político envolvendo a SEAGRO, o sr. Felipe Machado e os deputados Júlio Cesar Lima e Georgiano Neto, que controlam a secretaria?

3. As empresas de Felipe Machado serão vencedoras das próximas licitações da SEAGRO no tocante a obras de construção civil? 

Comente!

ANTERIOR

A ARAPUCA ESTÁ ARMADA

PRÓXIMA

R$ 20 MILHÕES EM PROPAGANDA