NOTÍCIAS

“PROPOSTA DESNUTRIDA DO SETUT”

APÓS NOVE MESES SEM APRESENTAR NENHUM SOLUÇÃO PARA O TRANSPORTE, PREFEITURA FAZ CONTRAPROPOSTA E DÁ PRAZO DE 48 PARA O SETUT

09/09/2021 18:26

Após receber de empresários do setor de transportes uma proposta para acordo com a Prefeitura, a qual julgou como “desnutrida”, o Prefeito de Teresina, Doutor Pessoa (MDB), apresentou em coletiva no fim da manhã desta quinta-feira (9) na Prefeitura uma contraproposta do poder municipal para acabar com o problema da falta de ônibus na capital que já dura nove meses.

Na proposta apresentada hoje lida numa folha de papel improvisada faltando ainda um dos tópicos reivindicados ao Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina, o prefeito enumerou os sete e com uma outra folha dada pelo secretário de Governo, João Henrique, leu o oitavo item da proposta da Prefeitura.

Foto: Rômulo Piauilino

As propostas foram:

  • Gratuidade para o transporte de estudantes de escolas públicas municipais, entre outras tarifas sociais.
  • Ônibus com Wifi e ar condicionado
  • Efetivo funcionamento do sistema de Integração
  • Revisão no valor das tarifas
  • Obediência à vida média dos veículos e de sua utilização (ônibus em bom estado)
  • Controle da bilhetagem eletrônica por parte da Prefeitura
  • Retorno da circulação da frota prevista na ordem de serviço da Strans
  • 48 horas a partir da notificação para se manifestar sobre esses pontos

Sobre o prazo para resposta dos empresários, a Prefeitura deu um ultimato de 48 horas. “Sei que essas são coisas que não dão pra fazer do dia pra noite, mas eles tem dois dias para sinalizar que aceitarão a proposta e assim os ônibus já podem começar a rodar a partir de segunda”, disse Doutor Pessoa.

A prefeitura disse também que já tem um plano B caso o Setut não aceite a proposta feita pelo poder municipal. “Nós temos um Plano B, eu só não vou dizer qual é, mas se eles recusarem essa nossa contraproposta nós vamos colocar em prática esse plano B que ainda não posso revelar”, afirmou o prefeito.

Já de acordo com a Prefeitura a proposta enviada pelos empresários das empresa de transporte público é arcaica e tem os mesmos moldes do sistema implantado na capital que não funciona. “É praticamente a mesma coisa do que já acontece há 40 anos de forma equivocada, não temos como aceitar”, revela o prefeito.

O vice-prefeito de Teresina, Robert Rios (PSB), também presente na coletiva falou sobre o relatório entregue pela CPI dos Transportes realizada na Câmara que apontou denúncias contra a licitação dos transportes. “A Prefeitura não vai ser delegacia, mas aquilo que revelou a CPI precisa ser investigado, mas esse é papel do Ministério Público do Piauí que deve tomar as medidas cabíveis. Da parte da Prefeitura o que nos cabe é corrigir os erros e distorções do transporte público na capital”, afirmou Rios.

Comente