CANDIDATO A VEREADOR É PRESO COM R$ 40 MIL EM PARNAÍBA

DE ACORDO COM A POLÍCIA FEDERAL, DINHEIRO ERA USADO PARA COMPRAR VOTO; POLÍTICO FOI AUTUADO EM FLAGRANTE E LEVADO PARA PRESÍDIO

Gustavo Almeida Gustavo Almeida
15/11/2020 11:41 - Atualizado em 15/11/2020 11:53

Candidato e esposa foram presos em flagrante em Parnaíba (Foto: Divulgação/PF)

A Polícia Federal prendeu na madrugada deste domingo (15), em Parnaíba, um candidato a vereador e a mulher dele acusados de compra de votos. O casal portava mais de R$ 40 mil em dinheiro e vasto material de propaganda. O nome do político não foi divulgado pela PF.

A prisão ocorreu durante as ações da operação Voo da Madrugada, deflagrada pela Polícia Federal com objetivo de prevenir e reprimir crimes de compra de votos e derrame de “santinhos” em logradouros públicos perto dos locais de votação.

Dinheiro apreendido com candidato em Parnaíba (Foto: Divulgação/PF)

De acordo com a PF, o candidato a vereador e a esposa foram autuados em flagrante e levados para um presídio. Além da prisão do casal, a PF chegou a deter outras seis pessoas no exato momento em que elas jogavam grande quantidade de material de propaganda política — os famosos santinhos — próximo aos locais de votação na cidade.

Aproximadamente 30 policiais federais de Parnaíba executaram monitoramento e vigilância ambiental com emprego de drones e viaturas descaracterizadas. As diligências que se iniciaram na noite do sábado (14) seguem durante todo o dia nos principais locais de votação.

A disseminação, mediante despejo de conteúdo impresso, de propaganda no dia das eleições, é crime eleitoral e pode configurar também ilícito ambiental punível com pena de até quatro anos de reclusão. A operação Voo da Madrugada também ocorre em outros estados e continua em andamento, com o patrulhamento ostensivo nas seções eleitorais.

Comente!

ANTERIOR

ACABOU A GRATIFICAÇÃO

PRÓXIMA

A GRANDE FARSA