Selo

00:00
Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
AUDIÊNCIA PÚBLICA
SÍLVIO RESPONDE OPOSIÇÃO: “SE É PARA POLITIZAR EU TOPO”

SECRETÁRIO DE SAÚDE VISITOU A CÂMARA DE TERESINA E REAGIU ÀS CRÍTICAS DA OPOSIÇÃO QUANTO A OBRAS PARADAS

07/06/2017 12:43 - Atualizado em 07/06/2017 13:48

Secretário de Saúde comparece à Câmara depois de críticas da oposição (Foto:JailsonSoares/PoliticaDinamica.com)

Enfim o secretário de Saúde Sílvio Mendes (PP) compareceu à audiência pública na Câmara Municipal de Teresina. A presença do progressista era tão esperada que ele conseguiu um feito histórico: 20 dos 29 vereadores compareceram à uma audiência na Casa. Geralmente as audiências na Câmara são esvaziadas pelos próprios parlamentares. Desta vez, eles compareceram em peso.

Sílvio respondeu as dúvidas dos vereadores e reagiu às críticas da oposição. Ele afirma que o governo de Wellington Dias (PT) deixou de fazer repasses para a saúde de Teresina desde dezembro de 2016. São cinco meses sem esses recursos. Segundo ele, isso tem contribuído para agravar a situação na capital.

Sem querer polemizar, o secretário nega que seja uma questão política e afirma que o atraso nos repasses ocorre por causa da grave crise econômica. “Dividimos as responsabilidades e as dificuldades. Sabemos que o SUS é subfinanciado e não tem dinheiro para fazer o que a lei manda. O estado tem dificuldades e não tem feito o cofinanciamento. O último repasse foi em dezembro do ano passado. E mesmo sem dinheiro as ações não podem parar. Temos boas relações com os secretários estaduais de Fazenda e de Saúde, mas a crise é grave. Sei que as dificuldades devem ser enfrentadas juntas. Não é questão política, isso eu garanto. É falta de dinheiro mesmo”, afirmou.

Sílvio Mendes reagiu às críticas dos vereadores da oposição (Foto:JailsonSoares/PoliticaDinamica.com)

OBRAS PARADAS

O secretário reagiu às críticas da oposição quanto a lentidão em algumas obras em hospitais e Unidades Básicas de Saúde (UBS). Sílvio afirma que muitas das críticas servem apenas para jogar para a plateia.

Ele chegou a desafiar o vereador Dudu (PT) e lembrou que se for para falar de obra parada teria que citar o Centro de Convenções de Teresina. A obra é um dos maiores elefantes brancos do estado e o governador Wellington Dias (PT), em três mandatos à frente do Palácio de Karnak, nunca conseguiu concluir.

“Meu querido amigo Dudu exerce o papel dele de oposição. Não tenho atividade política. Agora o Dudu reclamar de obras paradas é brincadeira. Se ele quer politizar eu topo. Bem aqui do lado da Câmara temos o Centro de Convenções há anos parado. Podemos olhar para o estado inteiro e encontrar muitas. A Fundação de Saúde tem mais de 60 obras em curso. Nem sempre o problema é dinheiro. Teve uma empresa que ganhou uma licitação para fazer 22 centros de saúde e não teve condição, mas ganhou na licitação. Das 22 [obras] entregou cinco e licitamos as demais. Nem sempre é falta de dinheiro. Existem questões burocráticas que somos obrigados a cumprir. Talvez esse seja um discurso para criar notícia”, declarou. 

Comente!
Notícias relacionadas
ELEIÇÕES 2018
VEREADORES CERCAM PRIMEIRA-DAMA NA CÂMARA
VEREADORES CERCAM PRIMEIRA-DAMA NA CÂMARA
REJEIÇÃO
“CÂMARA FOI DESELEGANTE E INJUSTA COM DÓRIA”, CRITICA FIRMINO FILHO
“CÂMARA FOI DESELEGANTE E INJUSTA COM DÓRIA”, CRITICA FIRMINO FILHO
ELEIÇÕES 2018
APOIO DE PREFEITOS FAZ WELLINGTON COLAR EM CIRO
APOIO DE PREFEITOS FAZ WELLINGTON COLAR EM CIRO
TECNOLOGIA
FESTIVAL DE TRAPALHADAS
FESTIVAL DE TRAPALHADAS