NOTÍCIAS

PMDB E PSDB JUNTOS PRA CAMPANHA

THEMÍSTOCLES FILHO INDICOU LUIZ JUNIOR PARA VICE; FIRMINO ACREDITA EM CREDIBILIDADE E VOLUME DE CAMPANHA. TEM FOTOS E VÍDEOS!

05/04/2016 02:50

Reconhecidos pela capacidade política individual, Themístocles e Firmino apostam que unidos podem superar adversários na campanha de reeleição do tucano com ex-reitor de vice (foto: Marcos Melo / PoliticaDinamica.com)

por Marcos Melo

Mais de mil pessoas testemunharam a união do PSDB e do PMDB para as eleições de 2016 em Teresina. O lançamento pré-oficial (sé é que isso existe) aconteceu em um clube nas imediações do residencial Tancredo Neves, zona Sudeste de Teresina. O prefeito Firmino Filho e o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themístocles Filho foram os protagonistas do evento.

A vice-governadora Margarete Colho representou o PP nos discursos de apoio a Firmino e ressaltou a importância de Themístocles para a eleição (foto: Marcos Melo / PolíticaDinamica.com)

Falante demais, como não é de seu costume ser em público e na presença de imprensa, o deputado Themístocles foi o mestre de cerimônia. Era ele quem convocava cada pessoa que usava o microfone. E a cada chamado, praticamente dava o roteiro do que deveria ser dito ali: elogios e frases de confiança.

Do início ao fim do evento, Firmino e Themístocles trocaram rasgação de seda (foto: Marcos Melo / PoliticaDinamica.com)

Em sua vez de discursar, não economizou elogios a Firmino Filho. “Competente”, “organizado” e “trabalhador” foram elogios que sobraram nas referências ao prefeito. Mas antes de falar do futuro, Themístocles falou de um passado mais recente. Até poucos meses atrás, Firmino não era a primeira opção do PMDB. “Sou sincero e ele sabe disso. Procuramos o senador Elmano Ferrer (PTB), mas ele não quis ser mais prefeito. E agora estamos juntos, o PMDB e o PSDB, para fazer uma cidade melhor”, comentou o deputado.

Elmano Ferrer se escondeu atrás de entrevistas evasivas durante todo o ano de 2015 e início de 2016, quando o PMDB o queria para prefeito. Foi despachado no final de fevereiro. (foto: Marcos Melo / PoliticaDinamica.com)

Deixou claro, ali, que o único adversário com real capacidade de impedir a reeleição do prefeito está fora da eleição. Elmano não preocupa. Themístocles ainda foi enfático em sua previsão do futuro: “O Luiz Junior só não será vice-prefeito se morrer, pois o PMDB está indicando ele o Firmino será reeleito prefeito de Teresina”.

Themístocles indicou e é o "fiador" da confiança que está prestes a ser conferida a Luiz Junior na chapa majoritária (foto: Marcos Melo / PoliticaDinamica.com)

Veja no vídeo o que diz Themistocles sobre essa união!

FIRMINO DIZ QUE ALIANÇA ENTRE PMDB E PSDB É NATURAL

Se ainda existe qualquer resquício de mágoa ou rancor entre os dois, não foi desta vez que se percebeu. Aliás, ao que parece, os adversários nas eleições municipais de 2012 e na eleição da Mesa Diretora da Alepi em 2015 são, agora, companheiros de um projeto bem definido. O PMDB não quis assumir cargos na administração atual de Firmino. O compromisso é para o que vem a seguir.

Firmino lembrou dos ex-governadores peemedebistas Alberto Silva e Mão Santa, para apontar o cuidado que o partido sempre teve com a capital (foto: Marcos Melo / PoliticaDinamica.com)

Em seu discurso, Firmino devolveu cada palavra positiva de Themístocles. Fez menção ao perfil articulador e conciliador do peemedebista. Lembrou a atenção que o ex-governador Alberto Silva, eterno símbolo do PMDB no Piauí, teve com Teresina em suas gestões. Classificou, então, a aliança como a mais “natural” possível. Para confirmar o que dizia, citou que “essa união é fácil de explicar” e que “ao chegar em casa e falar para a família que os dois partidos — PMDB e PSDB — estão coligados, não haveria constrangimentos”.

Firmino ressaltou várias vezes o caminho "natural" que une PSDB e PMDB e lembrou que, unidos, os dois partidos nunca perderam eleição em Teresina (foto: Marcos Melo / PoliticaDinamica.com)

Não precisou ser explícito. Apontava nas entrelinhas a situação delicada de seus adversários do PSD e do PTB que buscam o apoio do governador Wellington Dias, do PT, mas querem se manter longe da imagem desgastada da estrela vermelha.

FORÇA POPULAR E CREDIBILIDADE

O candidato a prefeito até escolhe o partido que coliga, mas não o nome do indicado. Firmino diz aprovar Luiz Junior, se é ele o ungido por Themístocles e o PMDB (foto: Marcos Melo / PoliticaDinamica.com)

Para Firmino Filho, a futura coligação com o PMDB traz para a campanha a força popular do partido. Ele se disse animado com o fato, inclusive, da indicação do partido para ser seu vice na chapa ter também um perfil técnico. Ao dizer isso, fez seu elogio ao ex-reitor da UFPI.

Com exclusividade ao Política Dinâmica, Firmino comentou o fato de já ter em seu favor o apoio declarado do PP (do senador Ciro Nogueira) e do PSB (do ex-governador Wilson Martins), além do PMDB. Avalia que o compromisso antecipado de partidos desta envergadura se dá por uma questão acima de todas: a credibilidade. 

O PSDB também parece reunificado depois de disputas internas. Firmino e Marden Meneses dando as mãos e sorrindo são um exemplo disso (foto: Marcos Melo / PoliticaDinamica.com)

“Essa campanha será marcada pela credibilidade, tanto junto à população, que acredita no nosso planejamento, quanto junto à classe política, que confia em nossa palavra”, frisou. Veja no vídeo que segue o que disse o prefeito quando questionado sobre a formação e um “blocão”:

Comente