RENATO FEDER É ESCOLHIDO PARA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DO PARANÁ ERA UM DOS COTADOS PARA O CARGO E SERÁ NOVO MINISTRO. ELE DOOU RECURSOS PARA CAMPANHA DE JOÃO DORIA (PSDB).

Gustavo Almeida Gustavo Almeida
03/07/2020 10:54 - Atualizado em 03/07/2020 11:35

Feder ajudou campanhas de João Doria (Foto: Divulgação/Governo do Paraná)

O presidente Jair Bolsonaro escolheu Renato Feder para o Ministério da Educação. Feder é secretário de Educação do Paraná no governo de Ratinho Júnior (PSD). Bolsonaro ligou para ele na quinta-feira (2) para tratar do assunto e o anúncio oficial deve acontecer nesta sexta-feira (3).

A assessoria do governador do Paraná, Ratinho Júnior, confirmou ao jornal Valor Econômico que o secretário de Educação do estado será o novo ministro da Educação.

Feder foi um dos maiores doadores da campanha do então candidato à Prefeitura de São Paulo, João Doria (PSDB), em 2016. De acordo com o portal Divulgacand, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ele deu R$ 120 mil do próprio bolso ao tucano, que hoje é adversário de Bolsonaro.

O nome de Feder era um dos mais cotados para a pasta. Além dele, Bolsonaro tinha outras alternativas sob a mesa, entra elas o ex-governador do Piauí Hugo Napoleão (PSD) e Anderson Correia, reitor do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), que foi sondado por assessores do presidente. Sérgio Sant'ana, ex-assessor especial de Weintraub também era cotado.

Feder vai assumir o MEC após as saídas polêmicas de Abraham Waintraub e Carlos Alberto Decotelli. O último foi anunciado oficialmente pelo Governo, mas acabou dispensado dias depois antes mesmo de tomar posse após informações falsas em seu currículo terem vindo à tona.

ANTERIOR

GEORGIANO NETO DEIXA HOSPITAL APÓS 23 DIAS

PRÓXIMA

EVALDO ACREDITA EM WELLINGTON NA CAMPANHA DE FÁBIO NOVO