NOTÍCIAS

PODEMOS OPOSIÇÃO, GOVERNO OU 3ª VIA

MESMO INSISTINDO EM CANDIDATURA PRÓPRIA PARA O GOVERNO, PODEMOS DE FÁBIO SÉRVIO E JOÃO VICENTE É CORTEJADO POR VÁRIOS PARTIDOS PARA 2022

19/06/2022 13:32

Uma das siglas cobiçadas para alianças na disputa pelo Governo do Piauí na eleição deste ano, o Podemos é cortejado pelos pré-candidatos de Oposição, mas também desperta o interesse do PT, que tenta eleger o sucessor de Wellington Dias, que já governou por 16 anos.

Fábio Sérvio segue confiante no seu nome para o Senado e não quer que partido abra mão de candidatura própria ao Governo (Foto: Jailson Soares / PD)

No entanto, o presidente do Podemos no Piauí, Fábio Sérvio, garante que a estratégia do partido é ter um candidato próprio e apoiar um grupo em que já haja outro candidato não está nos planos do partido.

O que se sabe é que Fábio Sérvio se reuniu com outro líder do partido, o ex-senador João Vicente Claudino para avaliar os próximos passos a se seguir. Fábio é pré-candidato ao senado pelo Podemos, a chapa tem ainda o nome do professor Alexsander Mendes como pré-candidato ao Governo. E o partido não abriria mão dessas duas disputas.

Por outro lado, o vice-prefeito de Teresina, Robert Rios (Republicanos), até tentou a todo custo convencer Fábio de desistir de sua candidatura ao Senado. Nos planos do Robert, Fábio Sérvio poderia ser o candidato a vice-governador de Alexsander ou até mesmo o próprio candidato, apoiando o nome dele [Robert Rios] para o Senado. Porém, após desentendimentos dentro do Republicanos, com líderes do partido migrando para oposição [o caso de Jeová Alencar], o prefeito Doutor Pessoa achou por bem comunicar que o seu partido não irá mais disputar qualquer vaga majoritária em 2022, nem mesmo apoiar oficialmente ninguém até o fim do 1º turno.  

Estratégia de Robert Rios seria compor chapa com Fábio Sérvio, resta saber se prefeito Doutor Pessoa apoia esse 'casamento' e se o romance dura até o altar (foto: Jailson Soares / PD).

OUTRAS OPÇÕES
Além de formar chapa com o Republicanos, o Podemos também estaria sendo cortejado pelo grupo do governo do PT. O problema seria o pouco espaço disponível dentro da abarrotada chapa do PT repleta de aliados para 2022. Ainda em 2021, chegou até a se cogitar que a vaga de 1º suplente da campanha de Wellington Dias (PT) ao senado poderia ficar com João Vicente Claudino (JVC). Mas isso, é pouco provável na conjuntura política atual.

Ciro Nogueira também estaria em busca da aliança com o Podemos para 2022 (foto: Jailson Soares / PD)

Quem também estaria disposto a conquistar o futuro político do Podemos é o ministro-chefe da Casa Civil e senador, Ciro Nogueira (PP). O senador é um dos principais articuladores da campanha política do pré-candidato ao governo Silvio Mendes (União Brasil) e do candidato a senador Joel Rodrigues (PP), onde ainda há espaço na chapa para acomodações do porte de JVC.

Além disso, uma possível desistência de Fábio Sérvio à sua campanha ao senado e anúncio de apoio dele à campanha de Joel, poderia fortalecer o progressista na capital.

João Vicente Claudino esperava ser candidato ao governo para servir de palanque para Sério Moro, mas ex-ministro saiu do partido e desistiu da campanha ao presidência (foto: Jailson Soares / PD)

Corre por fora na busca pelo Podemos, a pré-candidata do PSC ao governo do Piauí, Gessy Lima. A investida da ex-secretária da Prefeitura de Teresina mira na composição da sua chapa que ainda não tem pré-candidato ao Senado. Vaga essa que estaria aberta à Fábio Sérvio, além de uma possível indicação para a disputar de vice junto com Gessy.

Comente