NOTÍCIAS

PDT DISPUTA ESPAÇO COM O PT

CIRO GOMES TENTA OCUPAR TERRENO ONDE JÁ VENCEU O PT EM 2018, MAS SABE QUE COM LULA SERÁ MAIS DIFICIL

12/07/2021 09:33

O ex-ministro e presidenciável Ciro Nogueira (PDT) visita nesta segunda-feira (12) a periferia do Rio de Janeiro (RJ) em busca de apoio para as eleições de 2022. O pedetista sabe que nas eleições de 2018 conseguiu vantagem na votação contra o candidato Haddad do PT na capital do Rio e precisa cultivar esse eleitorado que pode migrar de volta ao PT agora com Lula no páreo. No Estado do Rio, Ciro também venceu Haddad em 2018 por uma diferencia bem mais singela de 45 mil votos, mas sabe que para o pleito do próximo ano a tarefa é bem mais difícil tendo Lula como candidato.

Além de “limpar o terreno” para 2022, Ciro subirá hoje ao Morro da Mangueira em busca de Babalawô Ivanir dos Santos, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Com o docente, que também tem um histórico de lutas e debates sobre religiões de matrizes africanas e intolerância religiosas, além de representação importante do movimento negro, o presidenciável busca dialogar para convidá-lo para coordenador um programa nacional de combate à discriminação racial – como proposta de governo de Ciro para as eleições do próximo ano.

Além da periferia Carioca, o pedetista vai a Duque de Caxias, na baixada Fluminense onde acompanhar a posse do novo diretório do PDT e, também, à Niterói, onde recebe das mãos do prefeito Axel Grael (PDT) o título de cidadão niteroiense. Na cidade, o PDT busca emplacar o nome do ex-prefeito, Rodrigo Neves, na disputa ao Governo do Rio. Neves, conseguiu fazer seu sucessor Alex Grael na Prefeitura e tido como nome forte ao governo do Rio em 2022, além de ser um bom palanque para Ciro Gomes.

Ciro Gomes e Lula (Foto: RICARDO STUCKERT/ INSTITUTO LULA/ARQUIVO)

PRÉ-CANDIDATOS NO RIO

Ciro não é o primeiro presidenciável a escolher o Rio como início de uma pré-campanha, há algumas semanas o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o governador gaúcho Eduardo Leite (PSDB) estiveram no Estado realizando reuniões de cunho político. O petista teve entre seus compromissos encontros com lideranças negras e comunitárias. Já o tucano Eduardo Leite usou a visita para uma reunião com o novo presidente estadual do PSDB, Otavio Leite, e conversou também com o apresentador Luciano Huck, que desistiu da ideia de ser candidato nas próximas eleições.   

Antes deles, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) esteve no Rio ainda em maio com atos políticos na famosa motociata que reunião milhares de seguidores. O estado do Rio de Janeiro é um dos principais berços do grupo bolsonarista e é visto pela oposição como um dos principais estados de apoio ao presidente a serem “tomados” para votação em 2022.

Comente