Coluna Política
  • segunda, 14 de dezembro de 2020, às 14:30h

    Mais uma vez, Teresina não registrou óbitos por Covid-19 em 24 horas. É o que mostra o painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) referente ao último domingo (13). De acordo com ele, até o momento, a capital registra 46.149 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus e 1.185 mortes.

    O sistema de notificação informa ainda que 16.966 pessoas já se recuperaram da Covid-19. Entram nessa estatística tanto as pessoas que tiveram altas hospitalares, quanto aquelas com formas mais leves da doença que fizeram o tratamento em casa.

    O Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE) alerta a população para que mantenham os cuidados preventivos quanto à Covid-19, com distanciamento social, uso de máscara e lavagem constante das mãos.

    “Estamos preocupados com a proximidade do Natal e Ano Novo, quando as famílias costumam se reunir. Evitem sair se estiverem com sintomas gripais. Não sair dando abraço, aperto de mão. Lembramos que a pandemia não acabou. Não é indicado que pessoas dos grupos de risco se exponham de forma alguma a qualquer tipo de aglomeração”, alerta Amparo Salmito, infectologista e membro do COE.

    Fonte: Ascom PMT

    • R&G Feet
  • domingo, 13 de dezembro de 2020, às 15:08h

    Continua intenso o trabalho de sanitizações em espaços públicos para evitar a disseminação da Covid-19. Esta semana as equipes da Prefeitura de Teresina tem focado esforços nas UBS das zonas Norte e Sul, nos mercados municipais, nas áreas externas de supermercados das zonas Sudeste e Leste, nos oito terminais de ônibus, aeroporto, rodoviária, nas praças e paradas no Centro, Troca-Troca, Shopping da Cidade e dentro dos ônibus.


    O serviço de sanitização começou no mês de março e já somam mais quase 30 mil ações durante estes nove meses. As equipes utilizam uma solução de água com hipoclorito de sódio para desinfetar espaços com grande circulação de pessoas.


    Segundo o secretário executivo de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Vicente Moreira, o serviço tem se mostrado eficaz e necessário para ajudar no controle da Covid-19. “A Prefeitura vem fazendo as sanitizações desde o período de isolamento para evitar a propagação do vírus. Sabemos que essa não é a única medida a ser tomada, mas é uma das principais no combate à doença”, destacou.


    Ele ressalta que a participação de cada morador é muito importante para se evitar mais casos de Covid. “Precisamos que a população colabore tomando as medidas necessárias, como higienização frequente das mãos, uso de máscara e manter o distanciamento social”, comenta o gestor.

    Fonte: PMT

    • R&G Feet
  • sábado, 12 de dezembro de 2020, às 15:01h

    A Fundação Municipal de Saúde (FMS) ampliou a oferta do exame de eletrocardiograma, que agora pode ser feito em mais 19 UBS, além das 26 destinadas para atendimento de pacientes com síndromes gripais. Os equipamentos foram adquiridos durante a pandemia para atender pessoas com Covid e passam a ser utilizados para facilitar o atendimento preventivo de doenças em geral, além de possibilitar o acompanhamento de pessoas com problemas no coração.


    “Temos 45 UBS oferecendo o exame e nossa meta é disponibilizar em mais UBS”,  adianta o presidente da FMS, Manoel de Moura, ressaltando que, antes da pandemia, o eletrocardiograma estava disponível apenas em hospitais municipais e clínicas conveniadas ao SUS.


    Segundo o diretor de Atenção Básica, Kledson Batista, os equipamentos comprados na pandemia irão permanecer nas UBS. “Queremos ampliar a oferta do exame e facilitar o atendimento de pessoas com problemas cardíacos. Para isso, firmamos parceria com o Hospital Universitário para que médicos cardiologistas realizem a emissão dos laudos e enviem o resultado às UBS”, disse.


    Ele explica que a indicação do exame é feita após  avaliação médica. “O eletrocardiograma é feito apenas por agendamento, após solicitação do médico, não sendo possível a sua realização por demanda espontânea nas UBS”.


    O eletrocardiograma é um exame que verifica a existência de problemas com a atividade elétrica do coração. “É um procedimento simples que permite diagnosticar também se existe um bloqueio por parte do músculo que não se move como deveria, sinalizando problema cardíaco, ou mesmo se há arritmias, crescimento de cavidades ou outras deficiências no coração”,  explica a coordenadora médica da Atenção Básica, Fernanda Melo.

    Fonte: PMT

    • R&G Feet
  • sexta, 11 de dezembro de 2020, às 14:28h

    A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou morte de três pessoas por Covid-19 no sistema nesta quinta-feira (11). Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.184 óbitos. Os dados apontam ainda 45.657 infectados pelo novo Coronavírus e 16.945 recuperados da Covid-19.

    Os óbitos registrados no sistema ontem, 11, datam dos dias 12/08, 12/09 e 11/11 do ano de 2020. Foram de duas mulheres e um homem com idades entre 66 e 82 anos. Todos tinham doenças pré-existentes como hipertensão arterial e cardiopatia.

     “Mesmo com os números estáveis, precisamos manter as medidas de prevenção ao coronavírus. A pandemia da Covid-19 ainda não acabou. Portanto alertamos que no natal e ano novo evitemos aglomerações. Evitem sair se estiverem com sintomas gripais. Não sair dando abraço, aperto de mão. Ainda temos casos e óbitos por conta da Covid-19. Não podemos esquecer!”, alerta Walfrido Salmito, médico infectologista da FMS.

    Fonte: Ascom PMT

    • R&G Feet
  • quinta, 10 de dezembro de 2020, às 14:26h

    Desde o início da pandemia, em março, 45.471 pessoas já tiveram Covid-19 em Teresina. É o que revela o painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que apenas ontem (09) notificou 248 novos casos da doença. Ainda segundo o relatório, a capital contabiliza 1.181 óbitos pela doença, além de 16.928 pacientes recuperados.

    Foram duas novas mortes registradas no painel, que ocorreram na terça-feira (08). Os pacientes que vieram a óbito eram do sexo masculino. Um deles tinha 66 anos, era portador de diabetes e hipertensão e residia no bairro Dirceu II (zona Sudeste). O outro tinha 84 anos, era tabagista e morador do bairro Satélite (zona Leste).

    O painel da FMS revela ainda que, dentre os casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, 54,94% são do sexo feminino e 45,06% do sexo masculino. A proporção se inverte entre os óbitos, com 55,12% de homens e 44,88% de mulheres. A faixa etária com maior número de casos diagnosticados é a de 30 a 39 anos, com 23% das notificações, enquanto os óbitos são mais prevalentes entre os 70 a 79 anos, com 26% dos registros.

    Ainda sobre os óbitos, foi revelado que em 81,96% dos casos o paciente apresentava alguma doença pré-existente (comorbidade) que contribui para o agravamento do quadro de saúde.

    Fonte: Ascom PMT

    • R&G Feet
  • quarta, 09 de dezembro de 2020, às 14:22h

    A Fundação Municipal de Saúde (FMS) não registrou morte por Covid-19 no sistema nesta terça (08). Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.179 óbitos. Os dados apontam ainda 45.223 infectados pelo novo Coronavírus e 16.918 recuperados da Covid-19.

    No período de 26 de março a 08 de dezembro ocorreram 1.179 óbitos de residentes. A média móvel de 7 dias calculada é de 1,57 óbitos, e verifica-se uma redução de 21,43% se comparada com a média móvel calculada há 14 dias (1,57).

    “Mesmo com os números estáveis, precisamos manter as medidas de prevenção ao coronavírus. A pandemia da Covid-19 ainda não acabou. Portanto alertamos que no Natal e Ano Novo evitemos aglomerações. Evitem sair se estiverem com sintomas gripais. Não sair dando abraço, aperto de mão. Não podemos esquecer que ainda temos casos e óbitos por conta da Covid-19”, alerta Walfrido Salmito, médico infectologista da FMS.

    No período de 28 de abril a 08 de dezembro foram atendidos 10.980 pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG), ou seja, pessoas precisando de internação devido a quadro gripal em Teresina. A média móvel de 7 dias calculada atual é de 20,14 pacientes. Verifica-se uma redução forte de 19,89% entre a média móvel atual (20,14) e a média móvel calculada há 14 dias (25,14).

    Fonte: Ascom PMT

    • R&G Feet
  • terça, 08 de dezembro de 2020, às 20:07h

    Flávio Nogueira é entusiasta da cabotagem (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A Câmara dos Deputados aprovou na noite da segunda-feira (7) projeto de lei que define incentivos ao transporte por cabotagem, modalidade que ocorre dentro do litoral do país, sem cruzar fronteiras marítimas e com ligação através de portos nacionais. O projeto tinha sido enviado pelo Governo Federal ao Congresso Nacional há alguns meses. O transporte por cabotagem também é apelidado de “Br do Mar”, em alusão a estradas marítimas.

    Quem comemorou a aprovação do projeto foi o deputado federal piauiense Flávio Nogueira (PDT). No dia 1º de setembro, Nogueira já tinha feito pronunciamento na Câmara chamando a atenção para a importância do estímulo a essa modalidade de transporte. O deputado lembrou que o Brasil tem mais de 8 mil quilômetros de costa navegável e que cerca de 70% da população brasileira vive na faixa situada até 200 km do litoral. 

    "O transporte aquaviário responde por apenas 11% do total de cargas movimentadas no Brasil, portanto, ainda temos um grande potencial a explorar. Países com dimensões continentais como Estados Unidos e China exercem esse transporte de cabotagem tanto para o turismo como também para o transporte de cargas, movimentando a economia e incentivando o desenvolvimento da navegação comercial", destacou.

    O texto-base do projeto foi aprovado com 324 votos a favor e 114 contrários após muitas discussões. Porém, nesta terça-feira (8) foram votados os destaques ao texto do relator. O mais polêmico foi o apresentado pelo Partido Liberal, que prevê que o adicional ao frete para renovação da Marinha Mercante seja calculado sobre a remuneração do transporte aquaviário, aplicando uma alíquota de 8% nos casos da navegação de longo curso e até mesmo na navegação de rios nas regiões Norte e Nordeste. Muitos parlamentares nordestinos, entre eles Flávio Nogueira, votaram contra, mas a regra acabou aprovada.

    Apesar desse ponto em que foi contrário, o piauiense considera que a aprovação do projeto é um grande avanço no setor. Nas redes sociais, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, também comemorou a aprovação do projeto e parabenizou a Câmara dos Deputados.

    • R&G Feet
  • terça, 08 de dezembro de 2020, às 14:12h

    O prefeito Firmino Filho está articulando convênio entre a Prefeitura de Teresina, o Governo do Estado de São Paulo e o Instituto Butantan para que, após o registro, a vacina contra a Covid-19, a Coronavac, possa ser utilizada na capital. Em São Paulo, a primeira fase da vacinação está prevista para iniciar no mês de janeiro.

    “Mantive contato com o governador João Dória e com o presidente do Instituto Butantan, o Dr. Dimas Covas, para viabilizar o convênio. A rigor nós temos duas alternativas. Uma é participar do plano nacional de imunização, que é conduzido pelo Ministério da Saúde, e obviamente, neste contexto a gente tem que depender da execução do Ministério. A outra estratégia é essa busca de parceria com o Instituto Butantan do Governo do Estado de São Paulo”, explicou Firmino.

    Ele ressaltou que a Fundação Municipal de Saúde (FMS) já está trabalhando no levantamento da quantidade de vacinas necessárias para a imunização da população de Teresina. O imunizante está sendo desenvolvido através da parceria do Instituto Butantan com a farmacêutica chinesa Sinovac Life Science e, desde segunda-feira (07) teve início o processo de envasamento dos insumos da vacina para a produção de um milhão de doses do imunizante.

    Fonte: Ascom PMT

    • R&G Feet
  • segunda, 07 de dezembro de 2020, às 18:45h

    O piauiense Kássio Nunes Marques recebeu no último sábado (5) a medalha Coelho Rodrigues, honraria entregue a profissionais que prestaram ou prestam relevantes serviços à advocacia. Uma justa homenagem para o novo ministro do Supremo Tribunal Federal. Até aí, tudo bem.

    O que veio depois da homenagem é que incomodou bastante advogados de todo o Piauí, desde os mais novos até os mais experientes. Na visão de dezenas de advogados que entraram em contato com o Política Dinâmica e enviaram prints de grupos de advocacia especializada, a festa que o conselheiro federal suplente Raimundo de Araújo Silva Júnior ofereceu para comemorar a honraria recebida pelo ministro Nunes Marques foi de um excesso injustificável.

    Lista vip: nenhum advogado que "passa aparreio" estava na festa em homenagem a Kássio Nunes Marques (foto: Instagram)

    Vamos preservar os nomes de todos, para evitar retaliações de qualquer natureza às nossas fontes.

    LISTA VIP

    A festa aconteceu na Casablanca eventos, Zona Leste de Teresina. Evento privado bancado com dinheiro privado do renomado Raimundo Júnior. Em um grupo classista de advogados, um dos integrantes mandou um áudio dizendo o seguinte sobre um comentário anterior que defendia a homenagem, a festa e seu organizador: “Não tenho problema com isso, caro colega. Mas a festa de arromba e a lista vip de convidados ligados à diretoria da Ordem falam por si. Fizeram parecer que a justa homenagem foi uma desculpa para confraternizar com o ministro. Qualquer um tem todo o direito de fazer uma festa pros amigos e chamar quem quiser. Agora veja como está aí no convite! Só um analfabeto para não perceber que a instituição OAB foi utilizada como estratagema e apelo para outro objetivo.

    Convite para a festa privada ressalta o cargo de conselheiro federal do anfitrião e homenagem da OAB-PI ao ministro Nunes Marques (foto: reprodução)

    Um segundo advogado aponta: “Toda vida a gente elege alguém que diz ser mudança e no final a mesma coisa, usam a OAB para fortalecer seus vínculos pessoais e seus próprios escritórios”. O comentário veio depois de uma advogada perguntar “Onde foi que erramos, Senhor?”.

    QUEM PODE, PODE.

    Do ponto de vista sanitário, a festa também não foi bem recebida por quem não estava na Lista Vip do conselheiro Raimundo Júnior. “Aglomerar para fazer essa festa pode. Mas até o debate para prefeito de Teresina que a OAB faz historicamente foi desmarcado por conta da pandemia”. Em seguida um conhecido advogado definiu numa hastag irônica #AglomeraçãoDoBem.

    Poucas pessoas na festa usando máscaras e todas aglomerando; enquanto isso, alguns serviços na própria OAB-PI estão suspensos de maneira presencial (foto: reprodução Instagram)

    “Em tese, nosso presidente deveria ter o discernimento e o bom senso de evitar esse constrangimento. Tinha que apontar que não é razoável usar instrumentos da OAB para fortalecer uma panelinha em torno de si”, ponderou um jovem advogado sobre a postura do presidente Celso Barros Neto.

    Em resposta, um terceiro envia o link de uma matéria do Política Dinâmica que fala sobre Celso Barros ter indicado a própria filha para ocupar mandato de 4 anos no Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí. “Sim, é uma pessoa sem vaidade e de muito bom senso”, completou com tom sarcástico.

    VALORES DE REFERÊNCIA

    Outro advogado, em outro grupo, disse o seguinte: “Isso sim é um tapa na cara de quem está passando por dificuldades, principalmente quem está iniciando na advocacia, e tem mal para como se sustentar (sic). Espero que a jovem advocacia abra o olho. Muitos não receberam nem os mil reais”.

    Sem pena de gastar: vários vídeos e fotos em redes sociais motram que a festa promovida pelo conselheiro federal da OAB não teve limite para ostentação (imagem: Instagram e Extra.com)

    Esses “mil reais” a que se refere o advogado é o valor do Auxílio Pecuniário Especial, criado pela em março de 2020 para ajudar advogados com carência econômica decorrente da pandemia de covid-19. Então a denúncia de atraso de 8 meses no pagamento desse valor já é um alerta.

    Posteriormente também foi criado o Auxílio Alimento Especial, um cartão alimentação de R$ 200,00. Só para se ter uma ideia da indignação desses advogados, o whisky Johnnie Walker Gold Label servido sem pena na festa custa em promoção no site do supermercado EXTRA a quantia de R$ 319,90.

    O Política Dinâmica recebeu dezenas de prints sobre a indignação de advogados com o que acreditam ter sido um uso da OAB-PI para promoção pessoal de seus diretores (imagem: Whatsapp)

    Uma advogada comenta: “Estou sentindo um certo deboche com a nossa cara [usa um emoji]. A advocacia clamando socorro e nossos representantes ostentando”.

    Em outro diálogo entre advogados, o que se percebe é a desilusão com o grupo que dirige a instituição. Um diz “Hoje vejo uma OAB indefensável. OAB de poucos.”, e outro responde “OAB acabada”.

    O QUE DIZEM OS CITADOS?

    Não conseguimos contato com a OAB, nem com o advogado Raimundo Junior e nem com o presidente Celso Barros Neto até a publicação desta reportagem.
    O espaço está aberto para a livre manifestação de qualquer das partes. 

    • R&G Feet
  • domingo, 06 de dezembro de 2020, às 14:51h

    Numa revolução forçada em decorrência da pandemia de Covid-19, muitas estratégias educacionais estão passando por transformações para funcionarem à distância. Em Teresina, o Programa Diálogos Socioemocionais nas Escolas, desenvolvido em 25 escolas da Prefeitura, também precisou se adaptar. Em janeiro de 2021 os alunos farão uma autoavaliação sobre suas emoções, mas dessa vez por meio de uma ferramenta virtual.


    Para entender melhor o novo formato da autoavaliação formativa, professores, diretores e coordenadores pedagógicos participaram de uma live coordenada pelo Instituto Ayrton Senna e a 3GEN, parceiros da Secretaria Municipal de Educação (Semec) na realização do Programa Diálogos Socioemocionais.


    O Programa vem ajudando alunos a refletirem sobre a importância do equilíbrio de emoções e a trabalharem competências necessárias para a formação humana. Sempre no início do ano, as turmas respondem em sala de aula um questionário sobre seus sentimentos. As respostas servem como bússola para o trabalho dos professores. Dessa vez, o teste será online, priorizando habilidades como foco, curiosidade para aprender, empatia, tolerância à frustração e tolerância ao estresse.


    “Esse é um programa que faz toda a diferença para os alunos. Poder falar abertamente sobre sentimentos e se conhecer melhor é algo que ajuda, e muito, a melhorar a qualidade de vida desses jovens. A avaliação formativa no início do ano é um instrumento que permite o professor conhecer sua turma com foco no desenvolvimento socioemocional”, explica Celina Lira, coordenadora do Diálogos Socioemocionais no município.


    De acordo com Juliana do Candian, especialista do IAS, o novo formato de autoavaliação é uma adaptação necessária para o regime de atividades não presenciais. “Sempre percebemos um grande engajamento dos professores de Teresina nas ações. A ferramenta avaliativa não é novidade para as escolas, mas sim a aplicação dela online para falar com o aluno sobre sentimentos. Os professores vão poder desenvolver esse importante trabalho mesmo à distância, com a mesma qualidade no planejamento e execução das ações”, concluiu.

    Fonte: PMT

    • R&G Feet
  • sábado, 05 de dezembro de 2020, às 14:55h

    “O tempo não para: é fortalecer emoções e construir relações”. Esse foi o tema do encerramento do “Café Motivacional” realizado com os usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). Organizado pela Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) em parceria com a Fundação Padre Antônio Dante Civiero (Funaci), o evento tinha por objetivo levar aos idosos assistidos uma mensagem de otimismo e esperança durante a pandemia do novo Coronavírus.


    De acordo com Shirley Silva, supervisora dos Grupos do SCFV da FUNACI, o Café Motivacional teve início na última semana, na modalidade presencial, com três grupos de idosos que são assistidos pela SCFV, e foi articulado mediante os desafios propostos pelo isolamento social devido a pandemia.


    “Nosso intuito foi levar uma mensagem de otimismo, esperança e de acreditar em dias melhores, além de fortalecer vínculos e transmitir carinho e cuidado entre os idosos que são usuários do Serviço de Convivência”, explica a supervisora.


    Nos encontros, os organizadores fizeram uma acolhida com a apresentação de uma dança e música reflexiva que fomentava o diálogo entre os participantes, além de um café da manhã e um presente que era ofertado pela coordenação.


    “Nós adotamos a metodologia das atividades presenciais tomando todas as medidas de segurança sanitária, com 20 pessoas que fazem parte de três grupos de idosos que atuam no Serviço de Convivência. Os encontros ocorreram no Espaço Família no Santa Maria da Codipi, Centro de Capacitação do Itaperu e encerrou no Espaço São Vicente de Paula, no Socopinho”, completou.


    Desde o início da pandemia do novo Coronavírus, as ações do SCFV foram adequadas à modalidade remota, realizando 746 atendimentos entre crianças, adolescentes e idosos. Ao todo, 22 grupos de crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e 19 grupos intergeracionais de Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) são gerenciados pela Fundação. A sede administrativa da FUNACI está localizada na PI 112, KM 09, Bairro Socopo. Mais informações sobre os serviços podem ser obtidas no CRAS mais próximo ou através de contato com o 3131-4731.

    Fonte: PMT

    • R&G Feet
  • sexta, 04 de dezembro de 2020, às 14:08h

    O painel epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou 355 novos casos de Covid-19 em Teresina nesta quinta-feira (03). Agora, a cidade soma 44.111 pessoas que já foram infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, das quais 1.168 vieram a óbito.

    O sistema contabilizou ainda uma morte ontem (03), datada de quarta-feira (02). Foi um paciente do sexo masculino, de 71 anos, hipertenso e cardiopata. Ele era morador do bairro São Cristóvão, na zona Leste.

    Já o número de pessoas recuperadas chega a 16.751. Tratam-se de pessoas que tiveram alta hospitalar ou aquelas com casos leves que concluíram o tratamento em isolamento domiciliar.

    A equipe do Centro de Operações em Emergência (COE) da FMS pede à população que mantenha os cuidados no mês de dezembro, quando acontecem festas de fim de ano com reuniões de amigos e familiares. Algumas das medidas são evitar reuniões com muitas pessoas, uso de máscara e álcool em gel e lavagem frequente das mãos.

    “Não podemos descuidar. O vírus ainda está circulando e é necessário nos mantermos vigilantes para evitar uma segunda onda de casos”, alerta o médico infectologista e membro do COE Walfrido Salmito.

    Fonte: Ascom PMT

    • R&G Feet
  • quinta, 03 de dezembro de 2020, às 14:06h

    A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de uma pessoa vítima da Covid-19 em Teresina, nesta quarta-feira (02). Houve ainda 250 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.167 óbitos. Os dados apontam ainda 43.756 infectados pelo novo Coronavírus e 16.744 recuperados da Covid-19.

    O óbito registrado ontem aconteceu dia 30 de novembro e foi de uma mulher de 76 anos, moradora do bairro Cristo Rei, zona Sul de Teresina. Ela tinha doenças preexistentes como hipertensão arterial, diabetes e cardiopatia.

    Os especialistas em saúde chamam atenção para que as pessoas permaneçam com as medidas de prevenção, mesmo com as festividades de fim de ano. “A pandemia da Covid-19 ainda não acabou, ainda temos casos e óbitos por conta da Covid-19. Portanto alertamos que no Natal e Ano Novo evitemos aglomerações, usemos máscara, façamos a lavagem correta das mãos. Evitem sair se estiverem com sintomas gripais. Não sair dando abraço, aperto de mão”, alerta Walfrido Salmito, médico infectologista da FMS.

    Fonte: Ascom PMT

    • R&G Feet
  • quarta, 02 de dezembro de 2020, às 14:03h

    Teresina iniciou o mês de dezembro com 299 novos casos de Covid-19. Este foi o número registrado ontem (01) pelo Painel Epidemiológico da Fundação Municipal de Saúde (FMS), que notificou ainda uma morte em decorrência da doença. Segundo o sistema de dados, Teresina teve até o momento 43.506 casos e 1.166 óbitos por infecção pelo novo coronavírus.

    A morte notificada ontem (01) aconteceu no dia 27 de agosto. O paciente foi um homem de 61 anos, residente no bairro Monte Castelo. Ele era portador de câncer e à época estava internado no Hospital Universitário.

    Há ainda o registro de 16.744 pacientes recuperados da doença. Na conta, entram tanto os casos de pessoas que estavam internadas e tiveram alta hospitalar, como também aqueles que se trataram em casa e concluíram o tratamento em isolamento domiciliar.

    “Lembramos que a pandemia ainda não acabou. As pessoas devem evitar locais aglomerados. Demorem o menor tempo possível em locais que tenham muitas pessoas. Usem máscara, pratiquem o distanciamento social”, enfatiza Amparo Salmito, médica infectologista e membro do Centro de Operações em Emergências (COE) de Teresina.

    Fonte: Ascom PMT

    • R&G Feet
  • terça, 01 de dezembro de 2020, às 12:12h

    A Fundação Municipal de Saúde (FMS) registrou no sistema a morte de cinco pessoas vítimas da Covid-19 em Teresina, nesta segunda-feira (30). Houve ainda 333 novos casos confirmados da doença. Desde o início da pandemia, no mês de março, até agora, a capital piauiense contabiliza o total de 1.165 óbitos. Os dados apontam ainda 43.207 infectados pelo novo Coronavírus e 16.740 recuperados da Covid-19.

    Os óbitos registrados ontem aconteceram dias 30/09, 26/10, 21/11, 29/11 e 30/11. Foram de dois homens e três mulheres, eles tinham entre 59 e 85 anos. Apenas um não tinha comorbidade, os demais sofriam de doença renal, diabetes, fibrose pulmonar, neoplasia de fígado e artrite reumatoide.

    Os órgãos de saúde recomendam várias medidas para evitar a propagação da Covid-19: lavar as mãos com frequência, usando sabão e água ou álcool em gel; manter uma distância segura das pessoas; usar máscara em locais públicos; não tocar nos olhos, nariz ou boca; cobrir o nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou espirrar; ficar em casa se estiver indisposto e procurar atendimento médico ao apresentar qualquer sintoma de síndrome gripal.

    A médica infectologista do Centro de Operações em Emergências (COE) da FMS, Amparo Salmito, ressalta que a vigilância não pode parar. “O mundo assiste, em alguns países bem mais desenvolvidos que o Brasil, o retorno de confirmação de casos e, mais recentemente, as suspeitas de possíveis reinfecções”, diz.

    Fonte: Ascom PMT

    • R&G Feet


voltar para 'Política Dinâmica'