NOTÍCIAS

PESSOA PREFEITO: VITÓRIA HISTÓRICA

DEPOIS DE SER DERROTADO EM 2016 POR FIRMINO FILHO, DR PESSOA VENCE KLEBER MONTEZUMA E ENCERRA CICLO DE 7 VITÓRIAS SEGUIDAS DO PSDB EM TERESINA

28/11/2020 19:15

Doutor Pessoa foi eleito numa disputa histórica em Teresina (foto: Instagram)

Neste domingo 29 de novembro de 2020, Dr. Pessoa (MDB) faz história. Foram 236.339 votos (62,31%) contra 142.941 votos (37,69%) de Kleber Montezuma, encerrando um longo ciclo de 7 vitórias seguidas do PSDB em Teresina.

No primeiro turno o placar foi de 34,53% (142.769 votos) contra 26,70% (110.395 votos).

Sim, com ajuda determinante do governador Wellington Dias e do deputado Themístocles Filho, presidente da Assembleia Legislativa. Com essas duas grandes estruturas em seu favor, mas Pessoa fez história.

Wellington e Themístocles já haviam investido contra o PSDB em Teresina em outras oportunidades – com envolvimento pessoal e familiar inclusive! – sem sucesso. Desta vez uma vitória histórica que será contada em dezenas de capítulos adiante.

Deposi de perder as eleições em 2016, deu a volta por cima e foi eleito em 2020 (foto: instagram)

Tucanos administravam a capital do Piauí desde 1993, quando o eleito foi Wall Ferraz. Então Firmino Filho foi eleito 2 vezes, Silvio Mendes mais 2 vezes e Firmino venceu outras 2 vezes. No total, 28 anos de gestão tucana interrompidos apenas por 2 anos e meio de gestão de Elmano Ferrer, vice de Silvio Mendes e filiado ao PTB, que assumiu a Prefeitura quando Silvio disputou o Governo do Estado em 2010.

Antes da totalização da apuração, Kleber MOntezuma reconheceu a derrota ao lado do senador Ciro Nogueira (foto: Ascom)

Então Teresina volta a ser administrada pelo MDB depois de 28 anos. O último prefeito a administrar a cidade antes dos tucanos foi Heráclito Fortes, entre os anos de 1989 e 1992, pelo antigo PMDB.

Depois de 7 eleições, PSDB perde uma eleição na capital do Piauí (foto: instagram)

Os números deste segundo turno se completam com 24,79% de abstenção (uma ausência de 138.484 eleitores), uma das mais altas da história, o que mostra que a política ou os políticos desta disputa este ano não agradaram a população de Teresina. É um sinal de alerta.

Outros 2,88% (12.094 eleitores) foram às urnas, mas fizeram questão de votar em branco e juntamente com mais 6,85% (28.803 eleitores) que anularam o voto, registraram a indiferença e o descontentamento de maneira oficial. Os números de brancos e nulos foram maiores que no primeiro turno.

Encerrada a eleição, se inicia este novo ciclo, de gestão para Dr. Pessoa, seu MDB e aliados; e de fiscalização e cobrança para o povo.

Comente