Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
INSEGURANÇA
“SE FAZ MAIS POLÍTICA DO QUE SEGURANÇA”, DIZ SILAS SOBRE FÁBIO ABREU

DEPUTADO CRITICOU A GESTÃO DO SECRETÁRIO FÁBIO ABREU E DIZ QUE FALTA ESTRATÉGIA NO COMBATE À VIOLÊNCIA

15/01/2018 12:39 - Atualizado em 15/01/2018 12:55

O presidente do Podemos no Piauí, deputado Silas Freire, se reuniu com o governador Wellington Dias (PT), no Palácio de Karnak, na manhã desta segunda-feira (15). Na ocasião, ele falou sobre a segurança pública do estado e criticou o secretário Fábio Abreu.

Silas Freire diz que segurança pública no Piauí é frágil (Foto:JailsonSoares/PoliticaDinamica.com)

Para Silas, a política de segurança do Piauí é “fraca”. Segundo ele, isso ocorre em parte porque Fábio Abreu tem feito mais política do que se preocupado com segurança. Silas afirma que seria o momento da segurança ser gerida por um técnico.

“Eu sei que isso pode sacrificar meu mandato na Câmara Federal porque sou suplente, mas chegou a hora da segurança do Piauí ser gerida por um técnico. O Fábio Abreu já foi técnico, mas virou político e passou a fazer política. Tem carro da polícia levando brinquedo para região carente em vez de prender bandido. Ele foi muito bom como policial, mas como secretário não certou. Em ano de eleição, vai fazer mais política do que segurança”, declarou.

Silas afirma que diante da falta de recursos para segurança, o Piauí precisava de uma gestão capaz de montar uma estratégia mais eficaz. “A política de segurança do Piauí é fraca. Não sei se é culpa do governador ou do secretário, mas precisa de uma estratégia. Se não tem recursos, se o efetivo é pequeno precisa de estratégia. Na capital e no interior ninguém aguenta mais tanta violência”, disse.

O deputado apresenta os royalties do petróleo e a legalização do jogos de azar como fontes de recursos no combate a violência. “Não se faz mais segurança com dinheiro do Tesouro. Defendo parte do royalties do petróleo para a segurança. Se deixássemos de frescura e legalizássemos os jogos de azar, 30% do dinheiro iria para a segurança. Isso não é possível agora, então vamos ter estratégia. Com o pouco recurso que se tem é possível fazer melhor com uma gestão melhor”, declarou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ELEIÇÕES 2018
WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE
WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE
VIAGEM
GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES
GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES
ELEIÇÕES 2018
“MAIORES PARTIDOS DEVEM FICAR COM AS VAGAS MAJORITÁRIAS”, DIZ MARCELO CASTRO
“MAIORES PARTIDOS DEVEM FICAR COM AS VAGAS MAJORITÁRIAS”, DIZ MARCELO CASTRO
DISPUTA
“É CHOVER NO MOLHADO”, DIZ FIRMINO SOBRE DECLARAÇÕES DE JEOVÁ
“É CHOVER NO MOLHADO”, DIZ FIRMINO SOBRE DECLARAÇÕES DE JEOVÁ