Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
FILIAÇÕES
“BRASIL PRECISA DE UM CANDIDATO QUE NÃO POLEMIZE”, DIZ TERESINHA SOBRE BOLSONARO

VEREADORA DO PSL AGUARDA DECISÃO DO PARTIDO E NÃO DEFENDE O NOME DO DEPUTADO PARA PRESIDENTE DO PAÍS

10/01/2018 11:40

A vereadora Teresinha Medeiros (PSL) falou sobre a possibilidade do presidenciável, deputado Jair Bolsonaro, se filiar ao partido. Dos membros da legenda no Piauí, Teresinha é um dos que possui certa dificuldade em apoiar o nome de Bolsonaro para presidente da República.

Teresinha espera decisão do PSL sobre Bolsonaro (Foto:JAilsonSoares/PoliticaDinamica.com)

Para a vereadora, no momento de crise que vive o Brasil é preciso um candidato que agregue e não que polemize. “Eu acredito que o Brasil precisa de um candidato que não polemize, que seja uma força para unir todas as forças no sentido de não tanta violência, tanta discriminação. É preciso um presidente que pregue a união”, disse.

Ao ser questionada se Bolsonaro não poderia ser esse nome de consenso, Teresina responde que “não”. “O candidato a presidente da República não pode ser um candidato que venha pregando mais insegurança. Precisamos de um candidato que traga uma proposta de restabelecer esse país, inclusive na segurança e não pregando o terror. Entendo que ele (Bolsonaro) não é esse nome”, afirma.

Mesmo com a postura contrária a Bolsonaro, Teresinha evita falar sobre uma possível saída do partido, caso se concretize a filiação dele ao PSL. “Acredito nas coisas objetivas. Hoje não tem nada concreto do Bolsonaro com relação ao PSL. O que se tem é uma carta de intenção, um acordo, mas de fato ele ainda não se filiou ao nosso partido. Desse modo, ainda não tenho uma opinião. Podemos observar que no Patriotas ele assinou uma carta de intenções e depois desistiu. Eu estou em um compasso de espera para que isso realmente se concretize ou não. Porque não é o primeiro partido que ele assina essa carta de intenção e depois muda de ideia. Estamos aguardando”, afirmou.

Depois de desentendimentos com a direção nacional do Patriotas, Bolsonaro anunciou que deve se filiar ao PSL. No Piauí, a filiação dele deve trazer consequências. O partido caminhava para apoiar a reeleição do governador Wellington Dias (PT) e deve mudar de rota, passando para a oposição.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
PRESIDÊNCIA
FIRMINO DIZ QUE CANDIDATURA DE LULA POLARIZA A ELEIÇÃO
FIRMINO DIZ QUE CANDIDATURA DE LULA POLARIZA A ELEIÇÃO
ELEIÇÕES 2018
DOR DE CABEÇA PARA WELLINGTON
DOR DE CABEÇA PARA WELLINGTON
DISPUTA
MARGARETE NÃO TERÁ O APOIO DE REJANE
MARGARETE NÃO TERÁ O APOIO DE REJANE
FALECIMENTO
JUIZ JOÃO BANDEIRA  MORRE EM TERESINA
JUIZ JOÃO BANDEIRA MORRE EM TERESINA