Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
CARAVANA
AÇÃO TENTA IMPEDIR QUE UFPI CONCEDA TÍTULO HONORIS CAUSA A LULA

ADVOGADA INGRESSA COM AÇÃO NA JUSTIÇA FEDERAL DO PIAUÍ E AFIRMA QUE LULA NÃO POSSUI OS REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA HOMENAGEM

30/08/2017 08:59

A advogada Sarah Cavalca impetrou ação na Justiça Federal do Piauí para impedir que a Universidade Federal do Piauí (UFPI) conceda o título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Lula (PT). A honraria será entregue dia 04 e faz parte de uma série de atividades que ele irá cumprir no Piauí com a caravana pelo Nordeste.

No pedido de liminar da advogada, ele argumenta que Lula não possui condições necessárias para receber o título. Ela afirma ainda que a caravana representa propaganda eleitoral fora de época.

“O argumento para a homenagem é muito superficial. Em apenas uma lauda diz que ele contribuiu com o Nordeste, mas não apresenta nenhuma estatística disso. O ex-presidente tem andado o Brasil fazendo propaganda eleitoral fora de época”, afirmou.

De acordo com a advogada, outro ponto que pesa contra o título de Lula, é o fato dele ter sido condenado em primeira instância, pelo juiz Sérgio Moro, no caso do Triplex. Lula foi condenado a nove anos e meio de prisão. O processo se encontra agora em segunda instância.

“Ele acabou contribuindo com a situação de crise política atual do país. Vivemos um período até de insegurança jurídica tudo causado pela crise. Entendemos que não existe razão para a entrega desse título”, destacou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:

Mais notícias sobre:

Notícias relacionadas
DESAVENÇA
HERÁCLITO CHAMA CIRO DE ARROGANTE E PREPOTENTE
HERÁCLITO CHAMA CIRO DE ARROGANTE E PREPOTENTE
CONFLITO
DISCURSO VAZIO E ALICIAMENTO DE PREFEITOS
DISCURSO VAZIO E ALICIAMENTO DE PREFEITOS
DISPUTA
DEOLINDO DIZ QUE BASE RECEBE ORDENS PARA ATACAR OPOSIÇÃO
DEOLINDO DIZ QUE BASE RECEBE ORDENS PARA ATACAR OPOSIÇÃO
DISCUSSÃO
O APARTE MAIS PROFUNDO DA HISTÓRIA DA CÂMARA
O APARTE MAIS PROFUNDO DA HISTÓRIA DA CÂMARA