Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
Projeto que permite à OAB propor ação civil pública passa no Senado

PROJETO É DE AUTORIA DO SENADOR CÁSSIO CUNHA LIMA, DO PSDB DA PARAÍBA E TEM APOIO DO CONSELHO FEDERAL

15/05/2019 09:56

O projeto de lei que estende ao Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil a legitimidade para propor ação civil pública foi aprovado pelo plenário do Senado. O projeto segue, agora, para a Câmara.

De autoria do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), o projeto altera a legislação para estender a legitimidade para a propositura de ação civil pública ao Conselho Federal e aos Conselhos Seccionais da OAB.

Para o autor, a OAB tem papel relevante na "conquista e consolidação do Estado Democrático de Direito". Além disso, de acordo com o parlamentar, o Conselho Federal da OAB foi autorizado pela Constituição a propor ações diretas de inconstitucionalidade e declaratórias de constitucionalidades perante o Supremo Tribunal Federal.

"Assim, por uma questão de coerência e tendo em vista a importância das ações coletivas para fiscalização da ordem jurídica e tutela dos direitos coletivos é que se propõe a inclusão da OAB no rol de legitimados para a propositura da ação civil pública", afirma na justificativa.

LEGITIMIDADE
Atualmente, conforme a Lei de Ação Civil Pública, são legitimados ativos para impetrar uma ação civil pública: o Ministério Público, a União Federal, os estados-membros, os municípios, as autarquias, as empresas públicas, as fundações, as sociedades de economia mista.

Estão autorizadas, ainda, as associações que tenham sido constituídas há pelo menos um ano e que tenham entre seus objetivos institucionais a proteção ao meio ambiente, ao consumidor, à ordem econômica, à livre concorrência, ao patrimônio histórico, ao patrimônio turístico, ao patrimônio artístico, ao patrimônio paisagístico e ao patrimônio estético.


FONTE: Com informações do Conjur

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
MP-PI aciona prefeitos de Barro Duro e Passagem Franca por precariedade em conselhos tutelares
Licitação para concurso em Cocal estaria ilícita, diz MP
Licitação para concurso em Cocal estaria ilícita, diz MP
Magistrados do PI podem pleitear vaga no CNJ
Magistrados do PI podem pleitear vaga no CNJ
AATEPI capacita membros para atuação no mercado
AATEPI capacita membros para atuação no mercado