Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
Ex-ministro do TSE é contra adiamento das eleições de outubro para 2022

PARA JOELSON DIAS, UNIFICAÇÃO DAS ELEIÇÕES REDUZIRIA A IMPORTÂNCIA DO PLEITO MUNICIPAL E ENCARECERIA O PROCESSO

26/03/2020 11:32 - Atualizado em 26/03/2020 11:31

Tem repercutido no meio político e jurídico a Proposta de Emenda à Constituição do senador piauiense Elmano Férrer (Podemos), que prevê o adiamento das eleições de outubro próximo para 2022, culminando, portanto, com a unificação das eleições municipais e eleições gerais. 

A proposta do parlamentar surgiu em razão da pandemia do coronavírus que afeta o país. Em sua, o pleito deverá ficar comprometido, tendo em vista que o calendário eleitoral exige várias etapas a serem cumpridas.

Nossa reportagem fez contato com o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Joelson Dias, que também é membro da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político, que comentou a proposta. Para ele, tal sugestão é precoce. O eleitoralista acredita que há tempo viável ainda para que se possa esperar pelas definições.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
MP-PI quer que instituições financeiras protejam clientes contra COVID-19
MP-PI quer que instituições financeiras protejam clientes contra COVID-19
Justiça garante direito de ir e vir de profissionais da saúde que não moram em THE
Justiça garante direito de ir e vir de profissionais da saúde que não moram em THE
É impossível crime de corrupção eleitoral sem corrompido, diz ministro do TSE
É impossível crime de corrupção eleitoral sem corrompido, diz ministro do TSE
ARTIGO: Coronavírus não é excludente de responsabilidade do Estado
ARTIGO: Coronavírus não é excludente de responsabilidade do Estado