NOTÍCIAS

ELEIÇÃO MARCADA NA ALEPI

APÓS ACORDOS POLÍTICOS, DEPUTADOS VÃO REALIZAR ELEIÇÃO PARA RECOMPOR MESA DIRETORA DA ALEPI

25/10/2021 16:37

A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) realiza na próxima quarta-feira (27) uma eleição para escolher os novos membros da mesa diretora. As vagas surgiram após a saída de três deputados. No último dia 21/10 foi publicado o Ato da mesa que abriu as inscrições dos parlamentares que desejam concorrer aos cargos de 1º e 4º vice-presidentes e de 3º secretário da Mesa Diretora da Alepi. As inscrições ocorrem nesta segunda (25) e terça-feira (26), porém, já estaria certo o nome dos parlamentares que serão eleitos para as vagas.

Segundo o presidente da Assembleia, Themístocles Filho (MDB), a eleição transcorrerá em normalidade no acordo firmado pelos blocos partidários para a ocupação dos cargos na Mesa Diretora da Casa.  “Será tudo tranquilo, não deveremos ter surpresa alguma”, ponderou o presidente.

Na quarta-feira a eleição seguirá o seguinte trâmite: os parlamentares serão chamados para votar e irão assinalar sua escolha em uma cédula impressa e digitada, na qual constará os nomes dos concorrentes. O acompanhamento dos trabalhos de apuração junto à Mesa será por dois ou mais deputados, indicados pelo presidente. O secretário designado pelo presidente retirará as sobrecartas das urnas e fará a contagem e dará o resultado da votação.

VAGAS ABERTAS
A eleição atemporal se dá em função das renúncias dos deputados B. Sá (Progressistas), Franzé Silva (PT) e Flora Izabel (PT). Desta forma, os novos eleitos apenas complementarão os mandatos já iniciados, que se encerram em 1º de fevereiro de 2023.

O cargo de da 4ª vice-presidência da Alepi ficou desocupado após o deputado B.Sá (Progressistas) abrir mão da colocação na Mesa por ser advogado atuante e, o Código de Ética da OAB não permitir que seus membros ocupem cargos de direção em Mesas Diretoras dos poderes. Para seu lugar, B.Sá deve permanecer com a indicação do nome da deputada Lucy Soares (PP).

Já o cargo mais desejado deste pleito, o de 1ª vice-presidência, ficou vago após a saída da deputada Flora Isabel (PT), que renunciou o mandato de parlamentar para assumir o cargo de conselheira do Tribunal de Contas do Estado. A parlamentar concorreu ao cargo de conselheira do TCE durante eleição na Alepi em setembro deste ano, tendo sido escolhida pela maioria dos parlamentares. A vaga dela deve permanecer com o PT tendo como indicado para a cadeira o deputado Franzé Silva. Por conta disso, Franzé também renunciou do seu cargo de 3º secretário da mesa. A vaga deixada pelo petista deverá ficar com algum outro parlamentar do partido.

Comente