Coluna Marcos Melo
  • terça ,04 de agosto de 2020, às 21:08h

    Desde 2018, só não viu quem não quis ver: a Operação Topique chegaria inevitavelmente na casa da deputada federal Rejane Dias (PT), que foi secretária de Estado da Educação durante a terceira gestão de Wellington Dias (PT), seu marido, no Governo do Piauí.

    Lá atrás, uma delação certamente deixaria do lado de fora da cadeia quem operou o esquema sob o comando dela. 

    Mas um estranho sentimento de "isso não vai dar em nada" e a ingenuidade de se achar protegido impediu muita gente de abrir o bico. 

    Teriam devolvido algum dinheiro, o que para alguns dói mais que ver a reputação na lama. Porém, haveria chance de escapar de prisão.

    Resultado: mesmo com o acobertamento dos cúmplices dela, de todo jeito a PF chegou em Rejane. E também no irmão dela, Rogério Ribeiro, e na prima dela, Pauliana Amorim. 

    E sem ajuda de delatores. A notícia é de que não há mais benefícios na mesa. 

    Uma pena para Helder Jacobina, Ronald Moura e companhia. 

    • R&G Feet
  • segunda ,27 de julho de 2020, às 12:07h

    Carros da PF na casa do governador do Piauí (Foto: PoliticaDinamica.com)

    Os carros que levaram os agentes da Polícia Federal ao condomínio Mirante do Lago, onde fica a residência do governador do Piauí Wellington Dias (PT) e da primeira-dama Rejane Dias (PT), estão à paisana. São veículos não caracterizados, sem identificação da corporação.

    A casa de Rejane e Wellington Dias é um dos alvos da terceira fase da Operação Topique, que investiga um dos maiores esquemas de corrupção da história do Piauí. 

    Veículos da PF deixando o condomínio (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A Polícia Federal investiga um robusto esquema de corrupção no Governo do Piauí. São investigados crimes de organização criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e fraudes em licitação praticados na Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

    De acordo com a PF, a gestão do governador Wellington Dias continuou mantendo contratos com empresas investigadas mesmo após as primeiras duas fazes da operação.

    Agentes federais foram até a casa do governador (Foto: Marcos Melo/PoliticaDinamica.com)

    Além da casa de Wellington e Rejane no Mirante do Lago, também foram alvos desta terceira fase sede da Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) e o gabinete de Rejane na Câmara Federal, em Brasília. Os mandados foram autorizados pela Justiça Federal. 

    VEJA VÍDEO

    • R&G Feet
  • sábado ,25 de julho de 2020, às 23:07h

    Às 9h00 deste domingo (26), o Política Dinâmica divulga o resultado da pesquisa do Instituto Opinar sobre intenções de voto para as eleições de 2020 em Piripiri.

    Com seus quase 65 mil habitantes, Piripiri é a quarta maior cidade do Piauí. E por isso mesmo, o cenário político local tem histórico de adiantar e influenciar tendências regionais.

    Mas você quer mesmo é saber dos números, né?

    Então espalhe a notícia: neste domingo só vai ter um assunto na cidade!

    A pesquisa está registrada do Tribunal Superior Eleitoral sob o número PI-0588/2020.

    • R&G Feet
  • quarta ,01 de julho de 2020, às 19:07h

    As eleições de 2020 estão sendo adiadas para novembro, mas tem gente que já pensa bem na frente, confiante no resultado das urnas. 

    Nos corredores da Câmara Municipal de Teresina só se fala na disputa entre os vereadores Evandro Hidd (PDT) e Venâncio Cardoso (PSDB). Considerados "vereadores eleitos", já estão de olho na presidência do legislativo municipal. 

    Os dois garotos acumulam certa experiência no executivo -- até março deste ano, Hidd comandava a SDU Sudeste; Cardoso estava à frente da SEMDEC -- e vão disputar a segunda eleição de vereador. 

    Alguns vereadores acham que é cedo demais para tratar do assunto, mas avaliam que se depender de padrinho e estrutura, Evandro tem vantagem. Ampla vantagem. 

    • R&G Feet
  • quarta ,01 de julho de 2020, às 12:07h

    O deputado federal Fábio Abreu entrou em contado conosco para discordar da informação postada ontem -- terça (30) -- na nota "UM BALÃO PRA FÁBIO ABREU".

    Contestando o apontamento de que ele não teria conseguido juntar mais do que 25 candidatos a vereador no PL, ele disse: "Não meu caro, temos 44 candidatos".

    Já sobre o balão dado pelo governador Wellington Dias (PT) ao qual a nota se refere, não manifestou discordância.

    • R&G Feet
  • terça ,30 de junho de 2020, às 15:06h

    O deputado Gustavo Neiva (PSB) botou o dedo na ferida que ganhou contornos de realidade após a pandemia da Covid-19 se instalar no Piauí. 

    O que a propaganda oficial sempre se esforçou (só forçou, na verdade) pra mostar nunca passou de fake news

    Chega até faltar oxigênio nos hospitais regionais. Fruto, não se enganem, da partilha da saúde pública entre políticos da base de Wellington Dias (PT), afinal, essa teta é o próprio ar que alguns deles respiram.

    Veja o vídeo!

    • R&G Feet
  • terça ,30 de junho de 2020, às 15:06h

    Na condição de 1° secretário da Mesa Diretora da Alepi, o deputado estadual Fábio Novo (PT) criticou o retorno das atividades presenciais da Alepi nesta terça-feira, 30 de junho de 2020. 

    Para ele, o serviço dos deputados estaduais não é essencial neste momento e a decisão da Assembleia passa o recado errado para a população.

    Veja o vídeo.


    • R&G Feet
  • terça ,30 de junho de 2020, às 14:06h

    O governador Wellington Dias (PT) parece já ter decidido seu candidato a prefeito de Teresina: o apoio dele vai ser pra Fábio Novo, do mesmo partido. E o balão vai para outro Fábio, o Abreu (PL), ex-secretario de Segurança. 

    O capitão não conseguiu se articular nem pra fechar uma chapa de vereadores. Dos 44 possíveis, são listados até o momento não mais do que 25 -- a maioria ligados à área da segurança pública.  

    Abreu, que é deputado federal, saiu da confortável cadeira de secretário confiando que seria o candidato de Wellington.  

    Pois é...

    • R&G Feet
  • sábado ,13 de junho de 2020, às 20:06h

    Para JVC o cenário político agora permite mais de uma candidatura viável pela oposição em Teresina (foto: Marcos Melo | politicaDinamica.com)

    O ex-senador João Vicente Claudino (PTB) define nesta próxima semana se apresenta seu nome para disputar a Prefeitura de Teresina. Uma pesquisa para consumo interno do partido já está sendo feita e conversas com variados partidos já estariam adiantadas.

    Em 2018, JVC se dispôs a ser candidato ao governo, mas discordou da estratégia da oposição a Wellington Dias (PT). Ele entendia que naquele momento, deveria haver uma candidatura única, afinal, o petista liderava as pesquisas de intenção de voto. E retirou seu nome da pré-campanha.

    “Hoje o cenário é diferente. Todas as pesquisas, as publicadas e as não publicadas, mostram vários candidatos de oposição na frente de qualquer nome que o grupo do prefeito Firmino Filho [PSDB] apresenta”, argumenta João.

    Nesse cenário, em que opositores somam mais da metade das intenções de votos, JVC entende que pode haver mais de uma candidatura. “Aí o momento de se unir, de se agrupar é o segundo turno”, pondera.

    Uma virtual candidatura de JVC já ganha corpo entre empresários e lideranças de oposição à Firmino Filho que são menos alinhadas aos interesses do governador Wellington Dias.

    Ao que parece, então, uma candidatura só depende dele.

    • R&G Feet
  • quinta ,11 de junho de 2020, às 21:06h

    Governadores do Nordeste se juntaram para comprar respiradores e metade do valor foi lucro de empresários e comissões de intermediários, segundo depoimento de empresária (Foto: Marina Silva/Correio24Horas)

    Um negócio da China em todos os sentidos! Informa o jornalista Dinarte Assunção, em matéria do jornal potiguar Tribuna do Norte, que intermediários embolsaram R$ 12 milhões na negociação de respiradores com o Consórcio Nordeste. Isso representa quase 25% do que os estados gastaram com a compra dos equipamentos.

    Mesmo antes da pandemia existir, o Política Dinâmica já apontava que o Consórcio Nordeste existiria para duas finalidades: dribles licitatórios e trincheira política contra o Governo Federal.

    O jornalista Dinarte Assunção afirma ter tido acesso ao depoimento de uma empresária presa na Operação Ragnarok. E segundo o documento, Cristiana Prestes, da Hempcare Pharma Representações Ltda – acusada de estelionato – afirmou ter pago R$ 12,4 milhões a três intermediários. Dois deles teriam sido a “ponte” entre ela e o Consórcio Nordeste. Um terceiro ajudaria na intermediação da compra propriamente dita com uma empresa da China.

    Segundo a empresária, ele mesma e seu sócio ficaram com mais R$ 9 milhões, dinheiro declarado às autoridades monetárias brasileiras, mas que está depositado no exterior.

    Ou seja: quase metade do negócio – mais de R$ 22 milhões – foi lucro para os intermediários do Consórcio Nordeste.

    Leia a matéria completa aqui!

    • R&G Feet


voltar para 'Política Dinâmica'