Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
WILSON E ZÉ FILHO DESMENTEM WELLINGTON DIAS

COLUNA DO GUSTAVO ALMEIDA: EX-GOVERNADORES NEGAM ATRASOS; DR. PESSOA QUER WELLINGTON COMO ALIADO; PREMONIÇÃO E OUTRAS NOTAS

23/08/2019 07:21 - Atualizado em 23/08/2019 08:02

Wilson chamou atrasos de W.Dias de desastre (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Os ex-governadores Wilson Martins (PSB) e Zé Filho (PSDB) desmentiram afirmação do governador Wellington Dias (PT) de que os atrasos no cofinanciamento da saúde dos municípios tenha sido herdado ainda de suas gestões. Na quarta-feira, o petista admitiu que o repasse está vários meses atrasados [na verdade está mais de ano], no entanto, jogou a culpa em "gestões anteriores" que, segundo ele, deixaram o cofinanciamento já em atraso.

O Política Dinâmica procurou os dois ex-gestores. Wilson Martins afirmou que deixou os repasses, tanto o da atenção básica como dos hospitais, totalmente em dia. Ele fez questão de lembrar, inclusive, que foi ele que criou o programa através de uma regulamentação. Wilson lamentou que o governo de Wellington Dias não esteja fazendo os repasses, classificou a situação como "um desastre" e ainda relatou uma situação que considera grave.

Segundo ele, prefeitos lhe relataram que a gestão de Wellington está dando preferência a alguns municípios e pagando de acordo com pedidos de deputados e lideranças políticas, liberando a verba dois ou três meses para algumas prefeituras. "É uma coisa que deve ser tratada republicanamente e ser pago para todos. Isso é absolutamente lamentável", falou.

Zé Filho diz que W.Dias não desce do palanque (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

A REAÇÃO DE ZÉ FILHO

O ex-governador Zé Filho, que administrou o Estado de abril a dezembro de 2014, disse que a afirmação de Wellington é coisa de gente que não desce do palanque. Ele negou que tenha deixado o cofinancimento em atraso e ironizou. "Você conhece o Wellington Dias né? Ele não tem culpa de nada. Tudo foi os ex-governadores, mesmo ele estando no quarto mandato".

ROBERT RIOS DEBOCHADO

Poucos antes do evento de filiação de Dr. Pessoa ao MDB, um jornalista questionou o ex-deputado Robert Rios se ele não vai voltar à Polícia Federal como delegado, função da qual está aposentado por tempo de serviço desde 2009. Robert não titubeou na resposta e disse: "Se eu fosse ser delegado, você pode ter certeza que muita gente não estaria aqui hoje".

DATA MARCADA

Robert, que já foi Superintendente da Polícia Federal no Piauí, disse que tem até o dia 19 de setembro para resolver sua situação funcional junto à PF, instituição da qual é concursado e onde atuou por mais de 30 anos. Se não voltar até a data, ele não poderá mais retornar à PF.

Vereador diz que é vítima de notícias falsas (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

FAKE NEWS

O vereador de Teresina Inácio Carvalho (Progressistas) negou que tenha feito qualquer tipo de afirmação sobre uma possível saída dele do Progressistas. Segundo Inácio, informação divulgada na imprensa sobre o assunto é falsa. Ele afirma que, neste momento, todos os políticos estão dialogando com seus atuais partidos e com outras legendas, o que diz ser natural, mas nega que tenha falado em sair do Progressistas. "Nunca disse isso para ninguém. Estão colocando palavras na minha boca. São fake news", afirma o vereador.

DEMOCRACIA É ISSO, MEU FILHO!

Após falar que o apoio de Wellington Dias para sua campanha de prefeito em Teresina seria bem-vindo, o ex-deputado estadual Dr. Pessoa foi questionado pelo jornalista Marcelo Rocha, do site Parlamento Piauí, sobre qual a diferença do Wellington que ele criticava um ano atrás e o de agora. Com um certo incômodo ao ouvir a pergunta, ele emendou: "Democracia é isso, meu filho. Você é um jornalista inteligente. Nós discutimos os problemas do Estado, mas você não tem nenhum fala minha atingindo a família e a honradez do governador".

MARCELO CASTRO GOVERNADOR

O deputado estadual Themístocles Filho lançou o senador Marcelo Castro como candidato a governador em 2022. Durante evento de filiação de Dr. Pessoa ao MDB, ele se referiu a Marcelo lembrando de um episódio de 1985. "Na época, uma pessoa que não sei quem era chegou para mim e disse. 'Se o Wall ganhar a prefeitura, o Alberto é governador em 87'".

Themístocles coloca Marcelo para 2022 (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

EXPLICANDO A PREMONIÇÃO

Em 1985, Wall Ferraz disputava a Prefeitura de Teresina pelo MDB, tendo Átila Lira como adversário. Em 1987 haveria eleições para governador e Alberto Silva era o candidato natural do MDB. Ou seja, o cidadão que falou com Themístocles previa que, se o MDB chegasse à Prefeitura, teria força para conquistar o governo do Estado na eleição seguinte.

SE CUMPRIU

De fato, Wall Ferraz venceu a eleição em Teresina pelo MDB e, dois anos depois, o partido elegeu Alberto Silva governador do Estado, numa acirrada disputa com Freitas Neto.

QUEREM A REPETIÇÃO

Ao relatar o episódio se dirigindo a Marcelo no evento, Themístocles quis deixar claro para ele que, se o MDB vencer a disputa em Teresina em 2020 com Dr. Pessoa, em 2022 também ganhará o governo com o senador. Ao ouvir, Marcelo não conseguiu esconder o sorrisinho.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
GOVERNO PROMETE A LISTA
GOVERNO PROMETE A LISTA
PRB COGITA NOME DE SILAS FREIRE PARA PREFEITO
PRB COGITA NOME DE SILAS FREIRE PARA PREFEITO
SUBSERVIÊNCIA E OBEDIÊNCIA
SUBSERVIÊNCIA E OBEDIÊNCIA
ISADORA CORTEZ ALEGA SER VÍTIMA DE FAKE NEWS
ISADORA CORTEZ ALEGA SER VÍTIMA DE FAKE NEWS