Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
WELLINGTON DIZ QUE PROFESSORES PEDEM UMA ILEGALIDADE

AO FALAR SOBRE A GREVE DOS DOCENTES DA UESPI, GOVERNADOR AFIRMA QUE O ESTADO NÃO VAI ATENDER ÀS REIVINDICAÇÕES DA CATEGORIA

18/03/2019 15:50 - Atualizado em 18/03/2019 16:30

Petista diz que não vai dar reajuste (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O governador Wellington Dias (PT) falou nesta segunda-feira (18) sobre o início de um movimento grevista por parte dos professores e outros servidores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). Ele argumentou que está pensando no bem dos alunos, pediu compreensão aos docentes e afirmou que a greve pede que o Estado cometa uma ilegalidade.

"O apelo que eu faço, pensando nos alunos, pensando no Estado, é que [os professores] possam refletir. Não é razoável uma greve pedindo que o Estado faça uma ilegalidade. Isso não vai acontecer", disse após explicar que o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) impede que o governo conceda aumento para os docentes.

Wellington se diz impedido de dar qualquer reajuste porque a gestão dele extrapolou o limite prudencial da LRF. O entendimento do petista é de que os professores, ao saberem dessa situação e mesmo assim pedirem aumento, estão exigindo um ato ilegal. No entanto, o limite da LRF só estourou porque o governo gastou além do que devia com pessoal.

"O Estado terminou saindo do limite e foi para 48%. Adotei medidas para poder retornar à normalidade, mas enquanto isso não acontece, não tem jeito. É impossível qualquer reajuste, chamar concursados ou fazer promoções. Porque tudo isso é despesa de pessoal", justificou.

A GREVE NA UESPI
Professores e outros servidores da Uespi deflagraram greve por tempo indeterminado nesta segunda-feira (18). Eles exigem reajuste salarial para a categoria e prometem não voltar ao trabalho até que o governo estadual atenda às reivindicações. Durante a manhã, professores protestaram em frente ao Campus do Pirajá, em Teresina, e fecharam as duas entradas principais do local. O movimento grevista também ocorre nos campi do interior.

Comentários (291)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
EDUCAÇÃO NO PAU DE ARARA
EDUCAÇÃO NO PAU DE ARARA
GOVERNO PROMETE A LISTA
GOVERNO PROMETE A LISTA
PRB COGITA NOME DE SILAS FREIRE PARA PREFEITO
PRB COGITA NOME DE SILAS FREIRE PARA PREFEITO
SUBSERVIÊNCIA E OBEDIÊNCIA
SUBSERVIÊNCIA E OBEDIÊNCIA