Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
EVENTO DO CIRO
UM DISCURSO CRIMINOSO

PARLAMENTAR ESTADUAL ACUSA PRESIDENTE DA CAIXA DE TER VINDO FAZER CAMPANHA ELEITORAL PARA CIRO NOGUEIRA E WELLINGTON DIAS NO PIAUÍ

04/07/2018 22:15 - Atualizado em 04/07/2018 22:47

Robert critica postura do presidente da Caixa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado estadual Robert Rios (DEM-PI) condenou a postura do presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Souza, no evento em que ele, ladeado pelo governador Wellington Dias (PT) e pelo senador Ciro Nogueira (Progressistas), anunciou recursos para investimentos em mobilidade e habitação no Piauí. O evento aconteceu na terça-feira (3) na Associação Piauiense de Municípios (APPM) e contou com a presença de vários prefeitos.

Nelson Antônio de Souza, que é piauiense e amigo do governador Wellington Dias, foi indicado para a presidência da Caixa pelo senador Ciro Nogueira. No discurso, ele rasgou elogios aos dois políticos e enalteceu a importância de Ciro para conseguir dinheiro para as prefeituras e para o governo do Piauí. A aquisição de recursos tem sido a principal bandeira de campanha do senador, que tenta a reeleição para o cargo nas eleições deste ano.

"O presidente da Caixa cometeu um crime. Se o Piauí fosse um lugar sério ele sairia dali preso. Ele, nomeado pelo Ciro Nogueira, que é suspeito de vários atos de corrupção, amigo íntimo do governador Wellington Dias, veio ao Piauí fazer campanha política. Ele estava aqui fazendo campanha. O discurso dele é um discurso criminoso. Eu tenho certeza que o Tribunal Regional Eleitoral, ao tomar conhecimento daquele discurso e daquelas entrevistas, vai adotar providências", disse Robert Rios.

Nelson (à esquerda) foi indicado por Ciro e W.Dias (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

Para o deputado, o presidente de uma instituição federal vir ao Piauí e fazer aquele tipo de discurso, ladeado por dois pré-candidatos que foram responsáveis por sua indicação, é um crime. "Não pode o presidente de um banco federal vir ao Piauí, ladeado pelo candidato ao governo e pelo senador candidato à reeleição, fazer elogios extemporâneos absurdos justamente no sentido de angariar votos. Aquilo foi um crime eleitoral que precisa ser apurado. O presidente da Caixa deveria ser era demitido", sentenciou o deputado.

OUTRO LADO
O Política Dinâmica entrou em contato com a Caixa Econômica Federal nesta quarta-feira (4) para saber se o presidente Nelson Antônio de Souza tinha interesse em comentar as declarações de Robert Rios, mas até a publicação desta matéria o e-mail enviado para a assessoria de imprensa do órgão não havia sido respondido.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
EXPERIÊNCIA
PAES LANDIM: OITO MANDATOS, UMA CARACTERÍSTICA
PAES LANDIM: OITO MANDATOS, UMA CARACTERÍSTICA
ELEIÇÕES 2018
QUASE 30% DOS CANDIDATOS NO PI SÃO SOLTEIROS
QUASE 30% DOS CANDIDATOS NO PI SÃO SOLTEIROS
ELEIÇÕES 2018
VOTOS DE DOM INOCÊNCIO SERÃO APURADOS COM MAIS RAPIDEZ
VOTOS DE DOM INOCÊNCIO SERÃO APURADOS COM MAIS RAPIDEZ
COR/RAÇA
UM AMARELO E UM INDÍGENA
UM AMARELO E UM INDÍGENA