Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
SERVIDOR PAGAR O PATO? A OPOSIÇÃO É CONTRA!

ALEGANDO DIFICULDADES FINANCEIRAS, GOVERNO MANDA PARA A ALEPI PROPOSTA QUE PROÍBE REAJUSTE PARA SERVIDORES ESTADUAIS EM 2019

20/02/2019 16:30 - Atualizado em 20/02/2019 16:56

Gustavo Neiva critica mensagem do governo (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Os deputados estaduais da oposição contestam uma das mensagens do pacote da reforma administrativa proposta pelo governador Wellington Dias (PT). Em um dos projetos enviados, o governo quer a proibição de qualquer reajuste para servidores estaduais ao longo do ano de 2019. Com isso, nenhum trabalhador terá aumento de salário durante o ano.

A oposição já adiantou que é contra essa mensagem. Os parlamentes do bloco entendem que os servidores não podem pagar o pato pela desorganização do Estado. De acordo com o líder da oposição, deputado estadual Gustavo Neiva (PSB), existem reajustes que são previstos em lei. Ele ainda sustenta que se o governo cortasse gastos como deveria e extinguisse mais órgãos desnecessários, teria condições de dar reajuste para as categorias.

"A oposição é contra. O governo tem que abrir o canal de negociação com as categorias, especialmente a dos professores. Esse reajuste é assegurado por uma lei federal e o governo tem que negociar. Se o governo está com dificuldades financeiras para honrar com esses compromissos, que ele aprofunde a reforma. Que extinga mais órgãos e contenha mais despesas supérfluas para ter o fôlego necessário para cumprir com suas obrigações", falou.

Deputado avisa que oposição será contra (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

De acordo com o deputado, alguns municípios já estão concedendo o reajuste anual dos professores e o Estado precisa fazer a mesma coisa. Além disso, ele argumenta que o governador Wellington Dias não quer dar o aumento e ainda tenta jogar a batata quente para os deputados. Neiva assegura que a oposição vai votar contra a mensagem.

"O governo tem condições de fazer essa reforma administrativa muito mais profunda. Reduzir em pelo menos 50% o tamanho da máquina. Hoje nós temos 69 unidades gestoras no Piauí. Com 50% disso, o governo continua a funcionar", falou o deputado.

Neiva lembrou que a oposição vai votar favorável aos cortes que foram propostos pelo governador, já que a diminuição da máquina tem sido uma bandeira do bloco. No entanto, ele avalia que a reforma é pífia e poderia ser muito maior. Já quanto a mensagem que proíbe os reajustes para os servidores, a oposição será contra por entender que os trabalhadores não podem ser penalizados pela desordem financeira em que o governo colocou o Piauí.

Líder do governo defende a proposta (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

LÍDER DO GOVERNO REBATE
O deputado estadual Francisco Limma (PT), líder do governo na Assembleia, afirma que a proposta do governador para vetar os reajustes das categorias em 2019 apenas regulamenta, a nível de Estado, o que a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) já estabelece.

ANTERIOR

BOLSONARO DEVE DESEMBARCAR EM SÃO RAIMUNDO NONATO NO DIA 10

PRÓXIMA

DR. PESSOA: “NÃO DEVERIA TER UM DIA SEQUER DE FECHAMENTO DO COMÉRCIO”