Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
PROFESSORES
REVOLTA, TUMULTO E CONFUSÃO NA ASSEMBLEIA

TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO PROTESTAM CONTRA MANOBRA DA BASE ALIADA DO GOVERNO NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO PIAUÍ

21/06/2018 13:44 - Atualizado em 21/06/2018 14:45

Tumulto entre professores, policiais e deputados (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

A manhã desta quinta-feira (21) foi marcada por muita revolta, confusão, agressões e tumulto na Assembleia Legislativa do Piauí. Dezenas de professores revoltados com a atitude dos deputados governistas de anular a votação do último dia 6, que concedia aos professores o reajuste salarial de 6,81% com a derrubada do veto do governador, ocuparam o corredor que dá acesso ao plenário e esperaram o momento dos deputados estaduais passarem no local.

Presidente da Alepi é cercado por professores (Foto: Jailson soares/PoliticaDinamica.com)

Quando o presidente da Assembleia, deputado Themístocles Filho (MDB), apareceu indo em direção ao Plenário acompanhado de outros parlamentares aliados do governo, a confusão ficou generalizada. A polícia tentou garantir a passagem deles em meio a empurrões, gritos de golpistas e até agressões. Com muita dificuldade, Themístocles conseguiu chegar ao plenário. Cinegrafistas, professores e policiais chegaram a cair em meio à confusão.

Profissionais de imprensa foram empurrados (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A revolta dos professores acontece um dia após a Assembleia tomar uma decisão extremamente incomum. Na quarta (20), os deputados da base aliada do governador Wellington Dias (PT) anularam os efeitos da votação do dia 6 de junho, quando um veto do governador ao aumento de 6,81% para os professores foi derrubado, o que manteve o percentual de reajuste. Com a anulação da sessão, os reajuste de 6,81% foi retirado.

Presidente da Assembleia é cercado (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Deputados da oposição acusam o governo de fazer uma manobra jamais vista na história do Poder Legislativo estadual. Na sessão da quarta (20), eles se retiraram do plenário em forma de protesto. Nesta quinta-feira, a deputada Juliana Falcão (PSB) renunciou ao cargo de 4º secretário da mesa também em protesto. Com a retirada do reajuste de 6,81%, o governador Wellington Dias (PT) agora quer conceder um aumento de 2,9%, valor dentro da inflação. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Piauí (Sinte) promete ir à Justiça.

Themístocles foi xingado por professores (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A oposição diz também que a derrubada do veto aprovada no dia 6 de junho foi publicada no Diário Oficial do Estado, o que a fez virar lei. Com isso, ela não poderia ser anulada com uma decisão administrativa da Mesa Diretora da Assembleia. 

“O veto hoje é uma lei. Isso foi publicado. Se tem alguma consequência jurídica de TRE, ela está valendo. Os professores deveriam receber o seu aumento. Infelizmente, com a maioria do governo, está sendo desmontado tudo o que foi aprovado aqui nesta Casa. O que houve aqui foi um crime contra o parlamento”, desabafou o deputado estadual Robert Rios (DEM).

Professor diz ter sido agredido por seguranças (Foto: Jailson soares/PoliticaDinamica.com)

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
SEM ARREPENDIMENTO
ELE FARIA TUDO DE NOVO
ELE FARIA TUDO DE NOVO
NÃO DEU!
JÚLIO CÉSAR DESISTE DO SENADO
JÚLIO CÉSAR DESISTE DO SENADO
CONFUSÃO
THEMÍSTOCLES A UM PASSO DO BALÃO
THEMÍSTOCLES A UM PASSO DO BALÃO
SAÚDE
NERINHO FICA INCOMODADO COM CRÍTICA DE LUCIANO
NERINHO FICA INCOMODADO COM CRÍTICA DE LUCIANO