Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
RESPOSTA
PREFEITOS SÃO A BASE DA POLÍTICA

JÚLIO ARCOVERDE REBATE DECLARAÇÃO DE JOÃO MÁDISON, RESSALTA IMPORTÂNCIA DE PREFEITOS E DIZ QUE GESTORES MUNICIPAIS SÃO A BASE

12/06/2018 13:44 - Atualizado em 12/06/2018 14:04

Deputado discorda da opinião de emedebistas (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

Após lideranças do Progressistas conseguirem juntar mais de 100 prefeitos em um ato de apoio à permanência de Margarete Coelho na chapa majoritária de Wellington Dias (PT) na segunda-feira (11), políticos emedebistas têm procurado minimizar o fato. Themístocles Filho, que disputa com Margarete o espaço na chapa, disse que “nem viu” o evento. João Mádison avaliou que prefeitos não têm influência no resultado de eleições para cargos majoritários.

O entendimento de João Mádison foi rebatido pelo deputado estadual Júlio Arcoverde, presidente regional do Progressistas. Para o parlamentar, os prefeitos são a base da política.

"O João Mádison tem um entendimento de achar que prefeito não vale muito. Eu acho que prefeitos são a base de nós estarmos aqui na Assembleia, na Câmara Federal, do governador e dos senadores. Acredito que vereadores e prefeitos são a base da política", falou.

Na avaliação de Júlio, os prefeitos representam o que o povo está pensando, pois eles foram eleitos há menos de dois anos. Apesar de João Mádison ter se referido aos cargos majoritários, Júlio disse que todos precisam do apoio dos prefeitos. 

"Eu preciso de prefeitos para minha eleição, preciso de prefeitos para a eleição do senador Ciro, preciso de vereadores. Quem é um deputado ou senador se não tivermos vereadores e prefeitos?", questionou o parlamentar.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
TOPIQUE
CPI DO TRANSPORTE ESCOLAR
CPI DO TRANSPORTE ESCOLAR
ATRITO
JEOVÁ DIZ QUE CÂMARA FOI EXCLUÍDA DE CELEBRAÇÕES
JEOVÁ DIZ QUE CÂMARA FOI EXCLUÍDA DE CELEBRAÇÕES
É DIFERENTE!
VOTAR NÃO É APOIAR
VOTAR NÃO É APOIAR
OPINIÃO
UM ESTADO REFÉM DA INOPERÂNCIA
UM ESTADO REFÉM DA INOPERÂNCIA