Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
POLITICAGEM NA EXPOSIÇÃO

PREFEITO DE CORRENTE DENUNCIA QUE GOVERNO ESTADUAL ESTÁ EXCLUINDO PREFEITURA DE EVENTO E ATRIBUI AÇÃO AO DEPUTADO JOÃO MÁDISON

24/04/2019 19:40 - Atualizado em 24/04/2019 21:34

Prefeito de Corrente demonstra insatisfação (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Uma tradição de 44 anos pode ser quebrada por pura picuinha política. É o que denuncia o prefeito do município de Corrente, Murilo Ribeiro (Progressistas). Em entrevista ao Política Dinâmica nesta quarta-feira (24), o gestor afirma que o Governo do Estado está excluindo a Prefeitura da organização da Exposição Agropecuária de Corrente (ExpoCorrente), o segundo maior evento do setor no Piauí. Todos os anos, a gestão municipal participa da exposição.

A atitude do governo, conforme o prefeito, é influenciada pelo deputado estadual João Mádison (MDB). De acordo com Murilo, sempre existiu um contrato de comodato entre o Estado e a Prefeitura para manutenção do Parque de Exposição. O contrato é renovado todos os anos, mas não foi o que aconteceu dessa vez. Desde o início do ano, o prefeito tenta fazer a renovação e o Estado não renova. Faltando menos de três meses para a exposição, o gestor denuncia que o governo estadual está divulgando o evento e tirando a prefeitura da jogada.

Veja o vídeo!

O mais grave é que o parque onde acontece a exposição é estadual, mas segundo o prefeito é mantido pela Prefeitura de Corrente, que gasta mensalmente para conservar o local. Além de zeladores, vigilantes e outros serviços, até a própria conta de luz é paga pela poder público municipal. De acordo com o prefeito, nas rádio locais, algumas delas ligadas ao deputado estadual João Mádison, a notícia é que a Prefeitura está se negando a participar da organização da feira, o que ele garante ser uma grande mentira.

"Queremos contribuir e ajudar através da Prefeitura. É um prazer participar porque a feira é nossa, é do povo de Corrente, do povo do Piauí e de todo o Brasil. Nós queremos manter essa parceria, mas está difícil porque alguns políticos da região não entendem e ficam com picuinha, procurando nos excluir. É uma questão política. O deputado João Mádison já declarou isso, declarou o rompimento com a prefeitura. A exposição é uma festa que nós não podemos tratar dessa forma, pensando em política e em votos", falou o prefeito.

Prefeito diz que prefeitura foi excluída (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Murilo conta que já procurou diversas vezes o governo estadual para renovar o contrato de comodato, mas até agora nada foi feito. Ele conta que esteve pessoalmente com o governador Wellington Dias (PT) tratando do assunto, mas nenhum encaminhamento foi dado. O órgão estadual que atua na ExpoCorrente é a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). O evento é uma vitrine para a cidade e atrai muitas pessoas de outros estados do País.

O INTERESSE É EXCLUIR O PREFEITO
Murilo Ribeiro é categórico ao afirmar que a motivação de setores ligados ao governo para excluir a Prefeitura da exposição é puramente política. O deputado estadual João Mádison, homem forte do setor da pecuária, rompeu relações com o prefeito. O gestor municipal não votou no governador Wellington Dias em 2018 e deu a maior votação do município para o deputado estadual Gustavo Neiva (PSB), líder da oposição na Assembleia Legislativa.

O deputado João Mádison, que é natural de Corrente e pertence à base aliada do governador, teve 1.890 votos no município, enquanto Gustavo Neiva, com apoio do prefeito Murilo, obteve 2.367 votos. É justamente por conta das posições políticas que o gestor atribui a intenção do governo estadual de tirar a prefeitura da jogada justamente no maior evento da cidade.

Murilo Ribeiro não votou em Wellington Dias (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

"Para mim foi uma grande surpresa ter ficado fora da exposição de 2019. Essa festa há 44 anos é feita em parceria do governo do Estado e a Prefeitura de Corrente. Para minha surpresa, nos excluíram. Já fiz várias tentativas e encaminhei ofícios, mas não tenho resposta. Já falei pessoalmente com o governador para que ele interferisse e autorizasse a renovação do contrato de comodato. Nós temos despesas mensais com a manutenção do parque", disse.

Murilo alerta que se o contrato não for renovado, a Prefeitura de Corrente poderá tirar vigilantes, zeladores e parar de fazer a manutenção da estrutura do parque, que também é utilizada pela população para fazer caminhadas e atividades físicas. Ele destaca que não é isso que a gestão municipal quer, mas se as picuinhas políticas com a finalidade de excluir a prefeitura continuarem essa poderá ser a atitude adotada pela administração municipal.

O QUE DIZ JOÃO MÁDISON?
Procurado pelo Política Dinâmica, o deputado estadual João Mádison afastou a alegação de picuinha política, disse que nunca misturou seu trabalho em prol da pecuária com questões políticas e criticou o prefeito Murilo Ribeiro. Segundo ele, o gestor municipal usa "essa história de comodato" para justificar a ausência da prefeitura na exposição.

Deputado nega versão dada pelo prefeito (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

"Eu sou totalmente a favor da Prefeitura participar da Exposição, bem como os demais parceiros. Eu nunca misturei meu trabalho em prol da pecuária com política. Em Teresina, na Expoapi, a prefeitura da capital e o governo são parceiros e não tem comodato entre eles. Em Oeiras e em Piripiri também é assim. A prefeitura de Corrente tá usando essa história de comodato para justificar a ausência na exposição. O parque é do estado e deve continuar assim. Todas as obras feitas lá foram obras do governo do estado", reagiu o deputado.

O deputado afirmou ainda que vai trabalhar com a mesma força de sempre e garantiu que a Exposição Agropecuária de Corrente vai ser bem maior neste ano de 2019.

O QUE DIZ O GOVERNO DO ESTADO?
O PD também procurou o Governo do Piauí e a Secretaria de Desenvolvimento Rural. A SDR informou que as Exposições Agropecuárias no Piauí são realizadas sob a coordenação das Entidades Representativas do Setor Rural e têm o apoio institucional do Governo do Piauí, das Prefeituras Municipais e de empresas vinculadas ao setor do agronegócio. 

Segundo a SDR, a participação da Prefeitura de Corrente no evento e na manutenção da estrutura do parque continua e continuará, independente da formalização do contrato de comodato, que poderá ser feito pela SDR ou pela recém-criada Secretaria do Agronegócio. A secretaria informou ainda que continuará a apoiar os produtores rurais que têm na Exposição Agropecuária de Corrente (ExpoCorrente) a sua vitrine de negócios.

Comentários (1)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
    Amara tavares em 25 de abril de 2019 às 10:04

    Confio mais nas alegações do prefeito de Corrente.

Notícias relacionadas
NO PASSADO, TUDO PODIA
NO PASSADO, TUDO PODIA
TCHAU, PSL!
TCHAU, PSL!
BOLSONARO E A COR ROSA
BOLSONARO E A COR ROSA
GOLPE DENTRO DO PT
GOLPE DENTRO DO PT