Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
NA CÂMARA
PETISTA TENTA DIVIDIR DESGASTE DA TOPIQUE

APÓS A PF DESBARATAR ESQUEMA CRIMINOSO NO TRANSPORTE ESCOLAR DO ESTADO, PETISTA TENTA DIVIDIR ESCÂNDALO COM O MUNICÍPIO DE TERESINA

08/08/2018 15:54 - Atualizado em 08/08/2018 16:23

Vereador quer apuração também em Teresina (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Depois da operação Topique, da Polícia Federal, apontar a existência de um esquema criminoso de desvios de dinheiro público no transporte escolar do Estado, o vereador Dudu (PT) quer jogar os efeitos da operação também para a prefeitura de Teresina. Nesta quarta-feira (8), ele apresentou requerimento na Câmara solicitando que a gestão municipal forneça informações sobre as empresas que prestam o mesmo serviço na capital.

Segundo ele, existem indícios de que algumas das empresas que prestam serviço de transporte escolar para o governo do PT no estado também tenham contratos com a prefeitura de Teresina, administrada por Firmino Filho (PSDB). Para Dudu, depois do escândalo de corrupção ter estourado na gestão estadual, do partido dele, mais especificamente na Secretaria de Estado da Educação (Seduc), é preciso saber se uma situação semelhante não está acontecendo no município de Teresina.

"Estou querendo saber quanto Teresina gasta com este serviço, quais as empresas que prestam o serviço e quanto elas cobram, para a gente fazer um comparativo do quanto é cobrado hoje e quanto era cobrado antes. Depois que estourou esse problema no estado, vários indícios em outras esferas também estouraram. Aqui, por exemplo, há indícios de que ex-vereadores e vereadores prestam serviços também no transporte escolar com empresas ligadas a eles. Eu vejo no mínimo com interrogação uma ligação dessas", falou.

Dudu diz que vai ao MPF e à Polícia Federal (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Apesar da tentativa de dividir o desgaste provocado pela operação Topique no estado com a administração municipal em Teresina, o vereador petista não obteve sucesso. O requerimento que solicitava informações à prefeitura da capital foi rejeitado pela base aliada do prefeito Firmino Filho em votação no plenário da Câmara.

AGENTES PÚBLICOS SABIAM
Questionado pelo Política Dinâmica se acha que gestores da Seduc, pasta comandada pelo PT na gestão do governador Wellington Dias, sabiam da existência do esquema criminoso, o vereador disse que atos de corrupção, principalmente no setor público, dificilmente nascem, progridem e continuam sem que agentes públicos não tenham conhecimento e/ou compactuem com a prática. Ele evitou o termo "gestores públicos". Apesar disso, falou que não defende nenhum tipo de corrupção, mesmo que praticada pelo PT.

Operação da Polícia Federal desbaratou esquema de corrupção no transporte escolar do Estado (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

"Eu não defendo corrupto de nenhum lado e nenhum partido. Nem do meu e nem dos outros, porque eu acho que o dinheiro já é escasso e tem que ser bem aplicado. Agora, como tem a investigação, nós precisamos também dar a condição de a justiça ser feita. De que a justiça sendo feita, a investigação chegue ao final e ela esclareça. Como a polícia viu indícios e necessidade de ter prisões, foram presos servidores públicos e empresários que estão sob investigação. Por isso que eu quero ter uma precaução no município [de Teresina] para saber se existe alguma ligação. Por isso quero as informações", falou.

Com o requerimento rejeitado na Câmara, o vereador disse que vai agora ao Ministério Público Federal (MPF), à Polícia Federal, já que ela investiga o escândalo na Seduc, e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). Dudu quer saber se a rapinagem que correu solta no transporte escolar do governo do Estado tem alguma vertente no município de Teresina.

Comentários (1)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
    Helder em 09 de agosto de 2018 às 13:08

    Roubou uma agulha é crime, roubou um avião para o vereador e para o seu partido não é crime!

Notícias relacionadas
PARLAMENTO
ALEPI TEVE IRMÃOS DEPUTADOS AO MESMO TEMPO
ALEPI TEVE IRMÃOS DEPUTADOS AO MESMO TEMPO
VOTAÇÃO
FARTO NA FARTURA
FARTO NA FARTURA
PARLAMENTO
EM 196 ANOS, 15 MULHERES FORAM ELEITAS PARA ALEPI
EM 196 ANOS, 15 MULHERES FORAM ELEITAS PARA ALEPI
PIAUIENSE
SITE COLOCA CIRO COMO PROVÁVEL CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DO SENADO
SITE COLOCA CIRO COMO PROVÁVEL CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DO SENADO