Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
ALFINETADA
PARA CIRO, MDB QUER O IMPOSSÍVEL

SENADOR CONTESTA PEDIDOS DOS EMEDEBISTAS PARA QUE WELLINGTON DIAS FIQUE NEUTRO NA DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA DA ASSEMBLEIA

07/12/2018 15:13 - Atualizado em 07/12/2018 17:05

Ciro descarta neutralidade do governador (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O senador Ciro Nogueira (Progressistas) avaliou nesta sexta-feira (7) que o desejo do MDB de que o governador Wellington Dias (PT) fique neutro na briga pela presidência da Assembleia é algo impossível. Ciro, que voltou a dizer que o Progressistas terá candidato na disputa, sustenta que o chefe do Executivo se eximir do processo eleitoral na Alepi é sem sentido.

"Olha, você dizer que um senador, um governador ou alguém que tenha liderança não se meta em um processo importante que é a escolha de um presidente da Assembleia Legislativa é impossível. É impossível que isso aconteça", declarou o senador.

Horas antes, o presidente regional do MDB e senador eleito Marcelo Castro disse que Wellington não deve interferir na eleição da Assembleia, sob pena de haver "desinteligência e ranhuras" na base aliada. Os dois prováveis candidatos são do grupo governista e por isso Marcelo entende que não deve haver influência do governador no processo.

Marcelo quer Wellington neutro na disputa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Ainda nesta sexta, Ciro Nogueira confirmou que o nome do deputado estadual Hélio Isaías foi apresentado ao governador como candidato do Progressistas à presidência da Assembleia. Segundo ele, caberá ao petista apenas "dar o comando". Ciro afirmou que o candidato do seu partido terá o apoio da base aliada do governador e avaliou que Themístocles Filho (MDB) já cumpriu seu papel ao ficar 14 anos no comando do Parlamento.

Comentários (412)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
NÃO SERIA BOM!
ELMANO NÃO QUER RENAN CALHEIROS
ELMANO NÃO QUER RENAN CALHEIROS
VEREADORES
CASAL NO PARLAMENTO
CASAL NO PARLAMENTO
CRÍTICA
FÁBIO SÉRVIO CHAMA WELLINGTON DE “CARA DE PAU”
FÁBIO SÉRVIO CHAMA WELLINGTON DE “CARA DE PAU”
OPINIÃO
QUANDO A CONTRADIÇÃO ENFRAQUECE A RENOVAÇÃO
QUANDO A CONTRADIÇÃO ENFRAQUECE A RENOVAÇÃO