Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
MUITA COISA MUDOU

EM 1986, QUANDO DISPUTAVA SEU PRIMEIRO MANDATO DE DEPUTADO FEDERAL, ÁTILA LIRA DEFENDIA O FIM DO CAPITALISMO NA ECONOMIA BRASILEIRA

31/05/2019 18:56 - Atualizado em 31/05/2019 19:53

Matéria trazia posição do então candidato Átila (Foto: Reprodução/Jornal O Estado)

Em 1986, quando disputava um mandato de deputado federal, o piauiense Átila Lira, à época no PFL, defendia o fim do capitalismo. Foi o que noticiou no dia 10 de setembro daquele ano o jornal O Estado. Átila sugeria que a Assembleia Constituinte, que seria formada a partir da eleição, defendesse um sistema empresarial de conteúdo social e contra o capitalismo.

Atualmente, a família de Átila Lira controla uma das maiores faculdades privadas do Piauí, a Faculdade Santo Agostinho (FSA). Também é a família do parlamentar a proprietária da Christus Faculdade do Piauí (Chrisfapi), com sede na cidade de Piripiri, no Norte do Estado.

O sistema capitalista é baseado na legitimidade dos bens privados e na liberdade de comércio, cujo objetivo principal é adquirir lucro, exatamente como fazem, por exemplo, os empresários do setor das faculdades privadas. Hoje, Átila se apresenta como um político liberal na economia, nos costumes e defensor do chamado "Estado mínimo".

Em 1986, quando era contra o sistema capitalista, ele foi eleito para seu primeiro mandato de deputado federal. Passados 33 anos, Átila está no oitavo mandato na Câmara Federal.

Notícias relacionadas
PIAUÍ: CASOS DE COVID-19 AUMENTARAM QUASE 700% EM UM MÊS
PIAUÍ: CASOS DE COVID-19 AUMENTARAM QUASE 700% EM UM MÊS
ASSESSOR DE CIRO É NOMEADO PRESIDENTE DO FNDE
ASSESSOR DE CIRO É NOMEADO PRESIDENTE DO FNDE
ANDRADE GUTIERREZ SUSPENDE OBRA NO PIAUÍ
ANDRADE GUTIERREZ SUSPENDE OBRA NO PIAUÍ
NÃO COLOU
NÃO COLOU