Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
MAIS ESPAÇOS NO GOVERNO

PRESIDENTE ESTADUAL DO PROGRESSISTAS CONSIDERA QUE O PARTIDO MERECE AUMENTAR SUA PARTICIPAÇÃO NA GESTÃO DE WELLINGTON DIAS

24/04/2019 13:07 - Atualizado em 24/04/2019 13:18

Júlio falou sobre conversa com o governador (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado estadual Júlio Arcoverde avaliou nesta quarta-feira (24) que o Progressistas merece aumentar a quantidade de espaços no governo do Estado. Segundo ele, se o critério na divisão dos cargos for mesmo o tamanho dos partidos, é natural que o Progressistas aumente sua participação na gestão. No entanto, tudo ficará a cargo do governador.

"Eu acho que, se for pelo que o governador está dizendo, pelo tamanho dos partidos, é natural que a gente aumente isso aí [a participação no governo]. Mas é uma coisa que nós sabemos que depende muito do governador. Às vezes você pode pegar uma secretaria muito forte e perder outras que não são tão fortes", falou o deputado.

Júlio, que é presidente estadual do Progressistas, lembrou que o partido tem um senador, duas deputadas federais e cinco deputados estaduais. Na segunda-feira (22), ele teve uma audiência com o governador Wellington Dias, ocasião onde foram discutidos os espaços para o partido. Apesar disso, Júlio garante que não há nada de concreto e que Wellington terá uma conversa definitiva com o senador Ciro Nogueira, presidente nacional da legenda.

Questionado se o partido tem preferência por alguma pasta, Júlio respondeu o óbvio: disse que não. Internamente, os dirigentes pleiteiam espaços considerados relevantes, dado o tamanho do partido no Estado. O próprio Júlio faz questão de lembrar que o Progressistas é forte. "Nós temos hoje um partido muito grande e muito forte aqui no Piauí", destacou.

Notícias relacionadas
ANDRADE GUTIERREZ SUSPENDE OBRA NO PIAUÍ
ANDRADE GUTIERREZ SUSPENDE OBRA NO PIAUÍ
NÃO COLOU
NÃO COLOU
EMPRESÁRIOS FAZEM MANIFESTAÇÃO PELA REABERTURA DO COMÉRCIO
EMPRESÁRIOS FAZEM MANIFESTAÇÃO PELA REABERTURA DO COMÉRCIO
"LIBERDADE DE IMPRENSA NÃO É CONSTRUÍDA POR ROBÔS"