Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
“MUITAS ADESÕES VOLUNTÁRIAS NESSA RETA FINAL”, DIZ ISMAEL SILVA

CANDIDATO A VEREADOR DO PSD ESPERA AMPLIAR VOTAÇÃO OBTIDA EM 2016 PARA CONSEGUIR MANDATO NA CÂMARA MUNICIPAL DE TERESINA

11/11/2020 12:19 - Atualizado em 11/11/2020 12:30

Ismael Silva disputa eleição de vereador pela segunda vez (Foto: Reprodução/Facebook)

O candidato a vereador Ismael Silva (PSD) mostra confiança de que dessa vez será eleito para uma vaga na Câmara Municipal de Teresina. Em 2016 ele ficou na segunda suplência da coligação, mas esse ano espera figurar entre os candidatos vitoriosos. Ismael diz ter ganhado muitas adesões voluntárias nesses últimos dias da campanha eleitoral.

“Nessa reta final a gente se enche mais de esperança porque apareceram muitas adesões voluntárias, de pessoas conscientes que estão acreditando no projeto. A gente ficou um tanto empolgado com as pesquisas que nos colocaram entre os nomes lembrados pela população, mas o que nos deixa feliz não é apenas o fato de ser lembrado nas pesquisas e sim o fato de ser lembrado pelo trabalho executado nesses quatro anos, mesmo como suplente de vereador. Nessa reta final eu acredito em ainda mais adesões”, falou.

Ismael lamentou que o abuso do poder econômico e a compra de votos ainda seja uma realidade tão presente nas eleições, mas acredita que pode chegar à Câmara Municipal mesmo disputando com campanhas poderosas de alguns candidatos.

“Desde 2016, quando fui candidato pela primeira vez, venho fazendo um trabalho de conscientização política, mas não é tão simples quanto eu imaginava que fosse. O abuso do poder econômico e a compra de votos ainda é uma realidade da nossa cidade. Estou consciente de que, se eu chegar à Câmara Municipal, faremos um mandato bem diferente do que vimos nos últimos anos. Queremos fazer e ser a diferença no legislativo”, disse. 

Jovem é uma das apostas do PSD na disputa proporcional (Foto: Reprodução/Facebook)

Nas eleições de 2016, Ismael teve quase 2 mil votos e ficou na segunda suplência da coligação em que estava o PSD. Apesar de ter ficado sem mandato, adotou o slogan “suplente que trabalha” e teve presença constante na mídia, em discussões políticas e manteve atuação que lhe garantiu visibilidade. Dessa vez, ele espera ampliar a votação para poder chegar à Câmara.

Comente!

ANTERIOR

CONFESSARAM NO PALANQUE E PERDERAM NAS URNAS

PRÓXIMA

MOSQUITO, PITCHULA, HULK: OS POUCOS ‘ENGRAÇADOS’ QUE SE ELEGERAM NO PIAUÍ