Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
LAVA JATO
“A GENTE NÃO CONSEGUE ENTENDER”

BRAÇO DIREITO DE CIRO NO PIAUÍ AFIRMA QUE SENADOR ESTÁ MANTENDO CONTATO COM ADVOGADOS E CRITICA AÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL

24/04/2018 12:03 - Atualizado em 24/04/2018 12:16

Deputado sai em defesa do amigo senador (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado estadual Júlio Arcoverde, presidente estadual do Progressistas e braço direito do senador Ciro Nogueira no Piauí, disse que o senador e as pessoas ligadas a ele não conseguem entender o porquê da ação da Polícia Federal deflagrada nesta terça-feira (24). O gabinete de Ciro em Brasília e a casa do senador em Teresina foram alvos de busca e apreensão. Segundo Júlio, o senador está na Bélgica, tranquilo, mantendo contato com advogados no Brasil.

"Ele está viajando. Nós estamos tocando o partido com muita tranquilidade. Os advogados estão cuidando. Até porque a gente não consegue entender como é que tem um processo de obstrução de Justiça, a pessoa está viajando e pedem para fazer busca e apreensão na casa em Teresina. É uma coisa meio esquisita. Eu falei com ele pelo WhatsApp, estava tranquilo e conversando com os advogados até para saber porque uma situação dessas", falou.

Júlio disse que no momento em que os policiais federais chegaram na casa do senador em Teresina não tinha ninguém em casa, mas que as buscam foram executadas. O deputado pediu calma e disse que muitas pessoas já foram injustiçadas. Ele disse que nada muda nos planos eleitorais do senador para 2018, mesmo entendendo que a situação "não é boa" porque a opinião pública é "pega de surpresa pela imprensa".

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ELEIÇÕES
ACABAR X MANTER
ACABAR X MANTER
CRÍTICA
VEREADOR DIZ QUE FIRMINO DEU CALOTE EM MORADORES
VEREADOR DIZ QUE FIRMINO DEU CALOTE EM MORADORES
TOPIQUE
CPI DO TRANSPORTE ESCOLAR
CPI DO TRANSPORTE ESCOLAR
ATRITO
JEOVÁ DIZ QUE CÂMARA FOI EXCLUÍDA DE CELEBRAÇÕES
JEOVÁ DIZ QUE CÂMARA FOI EXCLUÍDA DE CELEBRAÇÕES