Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
OPOSIÇÃO
FÁBIO SÉRVIO SE FILIA AO PSL E FALA EM “COMBATER” ATUAL GESTÃO

PUBLICITÁRIO FAZ CRÍTICAS AO GOVERNO DE WELLINGTON DIAS, MENCIONA DESCRÉDITO DA CLASSE POLÍTICA E SE AVALIA COMO RENOVAÇÃO

26/02/2018 12:34 - Atualizado em 26/02/2018 12:56

Publicitário é aliado de Bolsonaro no Piauí (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O publicitário Fábio Sérvio se filiou nesta segunda-feira (26) ao Partido Social Liberal (PSL). Ele já vinha atuando como se fosse do partido, mas a entrada oficial só ocorreu agora. Pré-candidato ao governo do Piauí, Fábio promete enfrentar as velhas práticas políticas e fala em "combater" o modelo de gestão do governador Wellington Dias (PT).

"É importante a gente discutir o que está acontecendo aqui no Piauí. São 12 anos de um mesmo governo, com um governador que almeja ir para o quarto mandato. E a realidade precisa ser discutida, pois é uma perpetuação das mesmas pessoas no poder. A população precisa de propostas novas, de alternativas e só em estar discutindo já é importante. Ontem a gente chegou em Paes Landim e havia uma ambulância abandonada no meio do mato. Esse é o retrato da administração atual. É isso que a gente precisa combater", disse.

Fábio fala em sentimento de revolta (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Fábio Sérvio fará palanque no Piauí para o deputado federal carioca e pré-candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro. Ele argumenta que as candidaturas dele e de Bolsonaro representam um sentimento de indignação e revolta da população com o atual momento que a política brasileira enfrenta. Para o publicitário, a revolta não é apenas com o PT ou com um governante específico, mas com toda a clase.

"No próximo dia 7 o Jair se filia ao PSL e hoje é a nossa filiação no partido, garantindo esse posicionamento no Estado do Piauí. Eu nunca fui político, minha família não é política. Eu acho que represento hoje um sentimento de indignação, uma espécie de revolta que existe na população. Não é revolta simplesmente com questão de partido, do PT ou de um governante específico, é uma revolta com a situação política atual", falou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
PROJETO DERRUBADO
CÂMARAS REJEITAM RECURSOS FESTEJADOS POR CIRO
CÂMARAS REJEITAM RECURSOS FESTEJADOS POR CIRO
IMPORTANTE!
AUDIÊNCIA VAI DISCUTIR SITUAÇÃO DA LINHA FÉRREA
AUDIÊNCIA VAI DISCUTIR SITUAÇÃO DA LINHA FÉRREA
ELEIÇÃO ALEPI
WELLINGTON VAI INTERVIR PELO CONSENSO
WELLINGTON VAI INTERVIR PELO CONSENSO
RECONHECIMENTO
REPÓRTER FOTOGRÁFICO JAILSON SOARES É PREMIADO
REPÓRTER FOTOGRÁFICO JAILSON SOARES É PREMIADO