Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
OPOSIÇÃO
FÁBIO SÉRVIO SE FILIA AO PSL E FALA EM “COMBATER” ATUAL GESTÃO

PUBLICITÁRIO FAZ CRÍTICAS AO GOVERNO DE WELLINGTON DIAS, MENCIONA DESCRÉDITO DA CLASSE POLÍTICA E SE AVALIA COMO RENOVAÇÃO

26/02/2018 12:34 - Atualizado em 26/02/2018 12:56

Publicitário é aliado de Bolsonaro no Piauí (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O publicitário Fábio Sérvio se filiou nesta segunda-feira (26) ao Partido Social Liberal (PSL). Ele já vinha atuando como se fosse do partido, mas a entrada oficial só ocorreu agora. Pré-candidato ao governo do Piauí, Fábio promete enfrentar as velhas práticas políticas e fala em "combater" o modelo de gestão do governador Wellington Dias (PT).

"É importante a gente discutir o que está acontecendo aqui no Piauí. São 12 anos de um mesmo governo, com um governador que almeja ir para o quarto mandato. E a realidade precisa ser discutida, pois é uma perpetuação das mesmas pessoas no poder. A população precisa de propostas novas, de alternativas e só em estar discutindo já é importante. Ontem a gente chegou em Paes Landim e havia uma ambulância abandonada no meio do mato. Esse é o retrato da administração atual. É isso que a gente precisa combater", disse.

Fábio fala em sentimento de revolta (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Fábio Sérvio fará palanque no Piauí para o deputado federal carioca e pré-candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro. Ele argumenta que as candidaturas dele e de Bolsonaro representam um sentimento de indignação e revolta da população com o atual momento que a política brasileira enfrenta. Para o publicitário, a revolta não é apenas com o PT ou com um governante específico, mas com toda a clase.

"No próximo dia 7 o Jair se filia ao PSL e hoje é a nossa filiação no partido, garantindo esse posicionamento no Estado do Piauí. Eu nunca fui político, minha família não é política. Eu acho que represento hoje um sentimento de indignação, uma espécie de revolta que existe na população. Não é revolta simplesmente com questão de partido, do PT ou de um governante específico, é uma revolta com a situação política atual", falou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
TEM FORÇA
FÁBIO ACREDITA QUE W.DIAS PODE ELEGER CIRO
FÁBIO ACREDITA QUE W.DIAS PODE ELEGER CIRO
PRÉ-CANDIDATO
ZÉ LIRA COMENTA PESQUISA: “EU NÃO VOU ALISAR NINGUÉM”
ZÉ LIRA COMENTA PESQUISA: “EU NÃO VOU ALISAR NINGUÉM”
GOVERNADORA?
EU CHAMO ELA DE QUÊ?
EU CHAMO ELA DE QUÊ?
MARIDO
FIRMINO NEGA INFLUÊNCIA SOBRE FALA DE LUCY
FIRMINO NEGA INFLUÊNCIA SOBRE FALA DE LUCY