Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
SERVIÇOS
EX-ASSESSOR PEGAVA JÚLIO ARCOVERDE NO AEROPORTO

EM DEPOIMENTO À POLÍCIA FEDERAL, JOSÉ EXPEDITO DISSE QUE ENTREGOU MALA DE DINHEIRO PARA O DEPUTADO ESTADUAL DO PIAUÍ

25/04/2018 13:26 - Atualizado em 25/04/2018 17:51

Ex-assessor disse que entregou mala com R$ 100 mil ao deputado estadual Júlio Arcoverde (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado estadual Júlio Arcoverde (Progressistas) entrou nas citações do ex-assessor do senador Ciro Nogueira que denunciou estar recebendo ameaças para não contar tudo o que sabe. Em seu depoimento, José Expedito Rodrigues relatou à Polícia Federal que entregou uma mala com R$ 100 mil para Júlio. Nesta quarta-feira (25), o parlamentar admitiu que usou os serviços de José Expedito, mas negou com veemência que tenha recebido dinheiro.

“Eu conheci esse rapaz como motorista em São Paulo como prestador de serviços. Aqueles motoristas que pegavam a gente no aeroporto e voltavam. Depois ele ficou prestando serviços para o deputado Eduardo da Fonte e quando eu ia em São Paulo eu ligava para ele e ele prestava serviço. Mas depois de uns anos, quando a gente notou que ele não estava com o emocional dele normal, isso por volta de 2011, eu deixei de usar os serviços dele. Ele me pegava no aeroporto, me trazia, me levava para alguma coisa”, explicou Júlio.

Júlio é amigo e aliado de Ciro Nogueira (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Apesar disso, o deputado estadual faz questão de negar que recebeu uma mala de dinheiro. Júlio atacou o ex-assessor e disse que é muito fácil "um maluco" chegar na Polícia Federal ou na Procuradoria e dizer que entregou uma mala de dinheiro para alguém. “Aí você tem a casa invadida porque um maluco disse e ninguém vai atrás saber a veracidade das coisas. Para mim, eu tenho certeza que ele nunca entregou coisa nenhuma”, afirmou o deputado.

Júlio promete ir à Justiça e pedir indenização por conta das acusações de José Expedito. O ex-assessor foi o estopim da operação da Polícia Federal deflagrada na terça-feira (24), quando os gabinetes e as casas do senador Ciro Nogueira e do deputado federal Eduardo da Fonte, ambos do Progressistas, foram alvos de mandados de busca e apreensão. O deputado piauiense Júlio Arcoverde é considerado o braço direito de Ciro no Piauí.

Comentários (1)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
    Assis Dutra em 26 de abril de 2018 às 09:04

    É interessante né? Só depois que o cara resolve abrir o jogo é que dizem que ele é um maluco. E se ele é maluco porque foi nomeado assessor do senador? Mas é melhor acreditar nesses contos porque se não vão dizer que "o maluco sou eu", como diz a canção do Raul Seixas.

Notícias relacionadas
MAIOR LÍDER
CIRO DEFENDE RESPEITO À ESTRATÉGIA DO PT
CIRO DEFENDE RESPEITO À ESTRATÉGIA DO PT
TEM FÉ
SEM MEDO DE ESTRUTURA
SEM MEDO DE ESTRUTURA
EX-ALIADO
ALDO REBELO TORCE PARA LULA SER CANDIDATO
ALDO REBELO TORCE PARA LULA SER CANDIDATO
COMPRA DE LIDERANÇAS
UMA GRANDE MENTIRA
UMA GRANDE MENTIRA