Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
TRIBUNAL DE JUSTIÇA
ERIVAN LOPES REELEITO

O DESEMBARGADOR FOI FOI REELEITO PARA UM MANDATO TAMPÃO QUE VAI DO DIA 01 DE JUNHO ATÉ 06 DE JANEIRO DE 2019

21/05/2018 11:22 - Atualizado em 21/05/2018 12:06

Desembargador foi reeleito no TJ-PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Na manhã desta segunda-feira (21), o desembargador Erivan Lopes foi reeleito para a presidência do Tribunal de Justiça do Piauí. Ele era candidato único e, com a reeleição, prorroga o mandato por mais sete meses, entre 1º de junho e 6 de janeiro de 2019.  

A eleição teve duas abstenções, dos desembargadores Francisco Antônio Paes Landim e Edvaldo Moura. Eles não concordam com a reeleição e vão tentar anular o pleito no Supremo Tribunal Federal (STF). Os dois questionam a legalidade de um atual presidente poder concorrer à reeleição para o mandato tampão.

Segundo Erivan Lopes, a reeleição foi uma decisão conjunta do Tribunal. "Não foi nenhum planejamento meu, foi o próprio Tribunal, respeito muito as decisões do meu Tribunal… Eu apenas cedi a este anseio dos desembargadores, que viram resultado. 17 desembargadores do Tribunal do Estado do Piauí aclamaram essa disposição do Tribunal de dar continuidade à gestão por um período maior de sete meses, com o propósito de igualar o ano civil ao mandato, para que o próximo gestor possa pegar um orçamento novo", afirma. 

Segundo o desembargador, será dada continuidade ao que já vem sendo feito no mandato atual. "Nós vamos dar seguimento aquilo que já vínhamos fazendo desde o início da gestão, investimento em recursos humanos, investimento em tecnologia de informação e investimento na estrutura física dos nossos fóruns", ressalta.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
TOPIQUE
CPI DO TRANSPORTE ESCOLAR
CPI DO TRANSPORTE ESCOLAR
ATRITO
JEOVÁ DIZ QUE CÂMARA FOI EXCLUÍDA DE CELEBRAÇÕES
JEOVÁ DIZ QUE CÂMARA FOI EXCLUÍDA DE CELEBRAÇÕES
É DIFERENTE!
VOTAR NÃO É APOIAR
VOTAR NÃO É APOIAR
OPINIÃO
UM ESTADO REFÉM DA INOPERÂNCIA
UM ESTADO REFÉM DA INOPERÂNCIA