Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
ERIVAN DEIXA COMANDO DO TJ-PI E FALA EM AVANÇOS

DESEMBARGADOR AFIRMA QUE ENTREGA O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PIAUÍ COM EQUILÍBRIO FISCAL E FINANCEIRO PARA O NOVO PRESIDENTE

07/01/2019 15:07 - Atualizado em 07/01/2019 15:20

Erivan comandou o TJ-PI por 2 anos e 7 meses (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O desembargador Erivan Lopes deixou nesta segunda-feira (7) o cargo de presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI). Após um mandato de dois anos e outros sete meses de mandato tampão, ele transmitiu o posto para o desembargador Sebastião Ribeiro Martins. Ao conceder entrevista pouco antes de passar o cargo, ele destacou o que considera terem sido importantes avanços ao longo dos dois anos e sete meses em que ficou à frente do órgão.

"Eu posso citar dois índices que mostram nosso resultado positivo. Quando assumimos, o índice de presos provisórios, aqueles não sentenciados, era de 76%. Depois de dois anos e sete meses estamos entregando com percentual de presos provisórios de apenas 39,96%. Ou seja, tínhamos o maior percentual do Brasil e hoje temos um percentual dentro da média nacional. O outro é o índice do IPC-Jus, criado pelo CNJ para avaliar a eficiência dos tribunais. Nós recebemos o TJ-PI com IPC-Jus em 53 % e estamos entregando com 66%. O nosso era o pior do país e hoje suplantamos até tribunais como do Ceará e Pernambuco", falou.

Erivan comentou ainda sobre as perspectivas para a gestão do seu sucessor Sebastião Ribeiro Martins. Segundo ele, o novo presidente é experiente e tem tudo para fazer uma gestão de sucesso. "Eu prospecto uma gestão de sucesso. O desembargador Sebastião é um homem experiente, já passou pela Corregedoria do Tribunal, passou recentemente pelo TRE-PI e recebe o TJ-PI com todas as condições de fazer uma excelente gestão", falou.

Erivan passou o cargo para Sebastião Ribeiro (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O agora ex-presidente ainda mencionou que está entregando o comando do Tribunal de Justiça do Piauí com equilíbrio fiscal e financeiro que permitirão ao novo presidente tocar obras que estão em andamento no Poder Judiciário. "Estamos entregando com algo nas contas em torno de R$ 80 milhões, ou seja, suficiente para tocar, inclusive, as obras que nós temos em andamento como fóruns novos e do novo Palácio da Justiça", finalizou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
158 OBRAS
158 OBRAS
2ª PARCELA DO FINISA VAI PAGAR MEDIÇÕES ANTIGAS
2ª PARCELA DO FINISA VAI PAGAR MEDIÇÕES ANTIGAS
“MUITO FELIZ COM A VOLTA DO JOÃO VICENTE”
“MUITO FELIZ COM A VOLTA DO JOÃO VICENTE”
TERERÊ É VERDE
TERERÊ É VERDE